2003 – Um marco na vida da Airbus

197

O ano de 2003 foi especialmente marcante para a Airbus pois durante o mesmo ela tornou-se a Número Um da indústria de aviões comerciais do mundo. A Airbus liderou em vendas e entregas de aeronaves comerciais acima de 100 lugares.
Com 305 entregas no ano, a Airbus excedeu ligeiramente seu objetivo de 300 unidades, e permaneceu praticamente no mesmo nível de 2002 (303), apesar das dificuldades e incertezas enfrentadas pelo transporte aéreo durante o período.
Estas entregas representaram 52% das ocorridas no mundo em 2003 e incluíram os primeiros A318 para a Frontier Airlines e Air France, além dos primeiros A340-500 para a Qatar, Emirates e Singapore Airlines. As receitas do ano alcançaram a 19,3 bilhões de euros, referentes às entregas e um pequeno valor proveniente da Airbus Military SL.
Graças as estas encomendas, a Airbus manteve um carnê de encomendas de 1.454 aviões, que corresponde a 5 anos de fabricação, às taxas de produção atuais.
Em 2003, a Airbus obteve 284 novas encomendas firmes de 24 clientes, incluindo 155 para a família A320, 6 A340-600, 89 para a família A330/A340 e 34 para o enorme A380 de dois andares. Estas encomendas, avaliadas pelos preços de catálogo em 32,8 bilhões de dólares, deram uma fatia de mercado de 54% à Airbus na categoria de aviões acima de 100 lugares. Considerando-se os cancelamentos de compras, a lista de encomendas líquidas da Airbus alcançou a 254 aviões, mantendo uma fatia de mercado de 52%.
De maneira geral, esses resultados refletem a progressiva liderança da Airbus em todos os segmentos desse mercado altamente competitivo, no qual a empresa oferece uma gama completa de produtos de 100 a 555 lugares, que está se tornando uma referência. O sucesso é especialmente significativo no setor de aviões de grande porte. As encomendas colocadas por quatro clientes (incluindo dois novos) para o Airbus A380 de dois andares são particularmente importantes e confirmam o interesse do mercado pelo novo avião. Em sua faixa de mercado, o programa A330/A340 obteve mais de 80% das encomendas.
Sob uma perspectiva de programa e industrial, a Airbus conseguiu mais do que administrar o difícil ambiente do setor em 2003. Ela começou a entregar o A318, o menor membro da família Airbus de corredor único com capacidade para 107 passageiros em duas classes, e o A340-500 o avião de maior alcance do mundo capaz de voar direto de Cingapura para Nova York. Ela continuou também o desenvolvimento e a produção do novo A380, dentro do cronograma previsto. Os componentes e grandes sub-estruturas do avião estão tomando forma nas fábricas da Airbus na Europa, com contribuições de associados e fornecedores de todo o mundo. As primeiras grandes seções estão sendo completadas nas fábricas da Airbus e começarão a chegar a Toulouse para montagem final em abril de 2004. O primeiro A380 ficará pronto em 2005.

AIRBUS, AN EADS JOINT COMPANY PRESS OFFICE PHONE +33 (0) 5 61 93 33 87 / 34 31
WITH BAE SYSTEMS 1 ROND-POINT MAURICE BELLONTE FAX +33 (0) 5 61 93 49 55 / 38 36
31707 BLAGNAC CEDEX, FRANCE E-MAIL media@airbus.frWEB SITE www.airbus.com

Na área militar, o A400M alcançou um importante marco, a 27 de maior último, com o lançamento formal do programa. Na ocasião,a OCCAR,representando sete países da OTAN, e a Airbus Military assinaram um contrato de aquisição de 180 aviões. Posteriormente, foi feita a escolha das turbinas e hélices e foi distribuído aos clientes o Plano de Qualidade.
“Em resumo, a Airbus administrou muito bem as dificuldades de 2003, e com sua linha de produtos muito competitiva – a mais completa e moderna existente – está em boa posição para se beneficiar totalmente da recuperação do mercado, quando ela ocorrer. Ainda em 2004, esperamos que o mercado permaneça relativamente estável, com as entregas de perto de 300 unidades”, completou Noel Forgeard presidente e principal executivo da Airbus.
A Airbus é uma empresa com controle conjunto da EADS e da BAE SYSTEMS.

FONTE: Airbus Multiplan – Aviação Brasil – Rio de Janeiro/RJ