E-Jets da Embraer voarão pela primeira vez com empresa aérea Mexicana

264

O jato EMBRAER 190 voará pela primeira vez com uma empresa aérea mexicana. A Aeroméxico irá operar quatro aeronaves desse modelo por meio de um contrato de leasing com a GE Comercial Aviation Services (GECAS). Esta encomenda já estava incluída na carteira de pedidos da Embraer.

“É grande nossa satisfação por vir a público com este acordo, pois ele confirma a estratégia de longo prazo da Embraer de exercer um papel importante no mercado da América Latina”, afirmou Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “O jato EMBRAER 190 contribuirá para a expansão da Aeroméxico nos mercados de média densidade, devido ao seu tamanho, excelente desempenho, conforto para os passageiros e economia.”

A Aeroméxico é o primeiro cliente a operar o moderno E-Jet da Embraer a partir do Aeroporto Internacional da Cidade do México, entre outros. As novas aeronaves serão configuradas com duas classes de serviço, acomodando confortavelmente 99 passageiros – 11 na classe executiva e 88 na econômica. O início das entregas está previsto para o segundo semestre de 2007.

“É uma honra ser o cliente lançador da família de E-Jets no México”, disse o CEO da Aeroméxico, Andrés Conesa. “A flexibilidade do jato EMBRAER 190 nos permitirá utilizar a aeronave tanto em rotas domésticas como internacionais, em aeroportos de grande altitude e a temperaturas elevadas, como é o aeroporto da Cidade do México.”

A aquisição dos novos jatos EMBRAER 190 faz parte da renovação e expansão da frota do consórcio mexicano, que conta com a participação da Aerolitoral, subsidiária que atualmente opera 27 jatos ERJ 145 da Embraer em vôos regionais de baixa densidade, domésticos e internacionais a partir do Aeroporto Internacional de Monterrey, no México. A Aeroméxico e a Aerolitoral fazem parte do Consórcio Aeromáexico, criado em janeiro de 2006.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP