Iraquiano suspeito é preso em voô na Itália

299

A presença de um iraquiano suspeito em um vôo da companhia Alitalia entre Veneza e Roma levou hoje à sua detenção e a uma revista do avião por unidades antiterroristas, informou a polícia.
O vôo, que deveria ter decolado rumo à capital italiana às 06.30 GMT (4.30 de Brasília), foi detido quando estava a ponto de iniciar a manobra de decolagem nas pistas do aeroporto veneziano.

Um grupo de agentes subiu a bordo e deteve um passageiro de nacionalidade iraquiana, cuja identidade não foi informada, que foi levado a dependências policiais.

O resto dos passageiros também foram obrigados a descer do avião e a identificar suas bagagens, que foram submetidas a uma revista exaustiva.

O cidadão iraquiano, que tinha seus documentos em dia, segundo a polícia, permaneceu detido em Veneza para ser interrogado sobre os motivos de sua presença na Itália.

O vôo partiu com três horas de atraso em relação ao horário previsto, e cerca de 70 passageiros, em alguns dos quais a operação policial causou grande nervosismo, desistiram da viagem.

Entre as trinta pessoas que desembarcaram no aeroporto romano de Fiumicino, uma consultora empresarial assegurou que não tinha desistido de voar “já que depois de tantas revistas, era evidente que o avião estava seguro”.

As autoridades italianas mantêm um grande dispositivo de segurança diante da possibilidade de grupos terroristas islâmicos cometerem atentados, motivados em parte pela presença de um contingente militar deste país no Iraque.

FONTE: Agência EFE – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS