KLM encomenda mais Boeings e investe em melhorias nas cabines, frota e refeições

289

A KLM Royal Dutch linhas aéreas, parte do grupo Air France/KLM, exerceu opções para três Boeing Next-Generation 737-800. Os aviões, com valor de tabela de US$ 212 milhões, serão entregues em 2008.

A KLM e a Boeing também anunciou um contrato de quatro 777-300ER. Esse será o décimo nono avião 777 na frota da KLM, equipado com motores General Electric GE-90. O avião tem um preço de tabela de US$ 250 milhões. O pedido pelos 777 já havia sido computado no website de pedidos e entregas da Boeing, atribuído a um cliente não-identificado.

Incluindo o novo pedido do 737, a KLM irá operar uma frota de 29 aviões Next-Generation 737, uma combinação de modelos -800 e -900, dos quais 19 já estão ativos na frota KLM. As entregas continuarão em 2008. A KLM também opera 27 aviões 737-300 e 737-400.

O 737-800, versão mais vendida da bem sucedida família Next-Generation 737, incorpora um design de asa de tecnologia avançada, melhorando a eficiência e capacidade de combustível que ajudam a aumentar o alcance. O 737-800 tem motores CFM56-7 produzidos pela CFMI, uma joint venture da General Electric Co. dos Estados Unidos e da Snecma da França. Os motores estão dentro dos padrões comunitários de restrição de ruídos, bem abaixo do atual limite de estágio 3 e abaixo do limite de estágio 4 esperado.

Nos próximos dois anos, a KLM Royal Dutch Airlines investirá 100 milhões de euros na troca, renovação e melhoria do exterior e do interior da frota da KLM e da KLM cityhopper. “A KLM calcula que esse investimento substancial aumentará em 10% as taxas de satisfação e conforto de nossos clientes”, segundo Paul Gregorowitsch, vice-presidente executivo da companhia.

Toda a frota da KLM será guarnecida de um interior mais moderno e clean. A iluminação interna e a cor e o estilo dos carpetes, cortinas e divisórias serão cuidadosamente coordenados. O conforto dos assentos será aprimorado, com novas poltronas nas aeronaves Boeing 737 800 e 900, bem como na World Business Class (ou WBC, a classe executiva da KLM) a bordo das aeronaves Boeing 747-400 e MD-11.

Paul Gregorowitsch complementou: “Esse investimento assegurará que o novo padrão da KLM, que já pode ser visto nos nossos Boeing 777 e Airbus 330, será totalmente implementado, garantindo um produto consistente para os passageiros. A qualidade da WBC nos nossos Boeing 747 e MD-11 que fazem vôos intercontinentais será elevada à mesma categoria encontrada a bordo dos nossos novos Boeing 777 e Airbus 330. O objetivo é oferecer aos clientes da KLM um vôo ainda mais agradável e confortável”.

Na frota intercontinental da KLM, 22 Boeing 747-400 e dez MD-11 serão equipados com carpetes, cortinas e combinações de cores mais contemporâneas, bem como divisórias feitas de material mais moderno. A cabine da WBC será reconfigurada e alinhada com o novo padrão, com poltronas lie-flat que viram camas e que têm sistema de áudio e vídeo on demand, já presentes nos Boeing 777 e Airbus 330.

Todas as TVs dos Boeing 747-400 serão trocadas por modelos Matsushita/Panasonic com tela de cristal líquido, o que dará à cabine uma aparência mais moderna. As poltronas da Classe Econômica nos MD-11 serão renovadas e equipadas com tomada elétrica individual e sistema de áudio e vídeo on demand. Sua configuração passará de 2-4-3 para 3-3-3, com corredores entre cada conjunto de três assentos.

O interior e o exterior da frota de 18 Fokker 100, 21 Fokker 70 e 14 Fokker 50 da KLM cityhopper serão remodelados. As cabines terão novos tapetes e cortinas e a fuselagem será repintada de acordo com o padrão da KLM. Todos os Fokker 100 serão equipados com um sistema de ar condicionado mais moderno, o que permitirá um ajuste da temperatura da cabine mais de acordo com o desejo dos passageiros.

Os 45 Boeing 737 da KLM (incluindo os modelos 300, 400, 800 e 900) estão sendo remodelados com um interior mais atual e agradável (carpetes, cortinas e divisórias). Os 18 Boeing 737-800 e 900 estão sendo equipados com as mais novas poltronas Recaro 3510. Na classe Europe Select, elas virão com uma tomada elétrica individual, que pode ser usada, por exemplo, para ligar um laptop. Essa poltrona é 1 kg mais leve que as atuais, o que significa também economia de combustível. As poltronas retiradas dos Boeing 737-800 e 900 são relativamente novas e, portanto, serão instaladas em 22 Boeing 737-300 e 400. As outras cinco aeronaves serão equipadas com as poltronas Recaro.

A classe Europe Select nas aeronaves Boeing 737 será futuramente padronizada: a configuração dos modelos 900 será igual à dos modelos 300, 400 e 800, o que significa que todas terão fileiras de três assentos em cada lado do corredor. A padronização ocorrerá também na iluminação: todos os Boeing 737-300 e 400 terão a mesma iluminação agradável encontrada a bordo dos Boeing 737-800 e 900

A partir deste mês, a KLM vai renovar vários aspectos de seu serviço de bordo. As mudanças serão sentidas na World Business Class (ou WBC, a Classe Executiva da KLM), na Classe Econômica de vôos intercontinentais (como a freqüência diária e direta da KLM na rota São Paulo – Amsterdã – São Paulo) e na Classe Europe Select a bordo dos vôos europeus da KLM e da KLM cityhopper.

“As melhorias foram desenvolvidas a partir de pesquisas feitas com os passageiros sobre suas necessidades e avaliações a respeito de nosso serviço de bordo. As novidades foram criadas com a colaboração de especialistas em gastronomia e oferecerão melhores refeições, novas bandejas, talheres e louças”, informou Erik Varwijk, vice-presidente executivo para serviços de bordo da KLM.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP