Líder finaliza customização de 4 Sikorsky S76 e inaugura hangar em Macaé

358

A Líder está inaugurando mais um hangar em sua base Macaé que contribuirá significativamente na melhoria da qualidade dos serviços prestados na manutenção da frota e na hangaragem dos novos S76 C+ direcionados as operações de offshore e onshore.

A base Macaé detém 50% do mercado de operações on-shore e off-shore. Opera com infra-estrutura própria desde 1986 e tem em sua frota 25 helicópteros. Pioneira neste segmento, que realiza o transporte de funcionários do continente para as plataformas de extração de petróleo na Bacia de Campos, em média, cada helicóptero voa seis horas por dia para atender às necessidades de seus clientes, entre eles a Petrobras.

O novo hangar tem capacidade para a hangaragem de oito helicópteros além das oficinas de componentes que, anteriormente estavam instaladas na base Belo Horizonte e, a partir desta inauguração, serão transferidas para Macaé.

Maior operadora de helicópteros Sikorsky do Brasil, a Líder concluiu as adaptações necessárias para operações offshore nas quatro primeiras aeronaves, de um total de 10 adquiridas da fábrica norte-americana no ano de 2003. Essas melhorias fazem parte do processo de customização implantado pela área de operações de helicópteros da Líder e executado pelas oficinas de manutenção da Líder Signature, em Belo Horizonte.

Além dos equipamentos originalmente fornecidos pela fábrica, nos modelos standard, os helicópteros receberam a instalação de aviônicos adicionais, como o GPS, ADF e VHF Marítimo, de emergência, como o Sistema de Flutuação, e de Gravação de Voz e Dados (CVR / FDR). Este último, permite que através da conexão com os computadores instalados nas bases da Líder, seja possível realizar a análise dos dados e dos parâmetros funcionais e operacionais da aeronave.

Segundo o diretor da área de operações de helicópteros da Líder, Geraldo Strambi, “nos Estados Unidos, onde os sistemas de navegação contam com recursos redundantes, estas melhorias não são necessárias. Já no Brasil, são importantes ferramentas no aperfeiçoamento dos padrões operacionais e de segurança de vôo, bem como no planejamento e acompanhamento da manutenção das aeronaves”.

Vale destacar que também estão de acordo com as normas estabelecidas pelo Departamento de Aviação Civil (DAC) e com os requisitos solicitados pela Petrobras, um dos maiores clientes da Líder para operações offshore.

O modelo S76 C+ é a versão mais moderna da linha S76. Sinônimo de robustez, essa aeronave, com capacidade para 12 passageiros e dois tripulantes, vem equipada para vôo por instrumentos (IFR) e atinge uma velocidade de 285 km/h. Tem autonomia média de duas horas e meia de vôo e suporta uma carga útil de 5,4 toneladas. Esses quatro primeiros helicópteros, que sofreram o processo de customização, já estão em operação na base Macaé, Rio de Janeiro.

Segundo o diretor superintendente da Líder, Eduardo Vaz, “a Líder é a primeira empresa, que não é fábrica, a realizar a customização em helicópteros IFR, no Brasil. Isso, graças a competência técnica e ao know-how desenvolvidos em nossas oficinas”.

FONTE: Líder – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP