Problema com avião da Varig fecha aeroporto de Brasília por uma hora

155

O Aeroporto Internacional de Brasília ficou fechado das 10h18 às 11h27 desta quarta-feira após um incidente com um avião MD 11, da Varig. As rodas do trem de pouso se desprenderam no momento da aterrisagem. Segundo o capitão Márcio Santos, chefe de Aeronavegabilidade e Engenharia da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a peça teve uma rachadura. Durante a paralisação, técnicos retiravam pedaços do trem de pouso espalhados pelo asfalto. A outra pista estava em manutenção, o que causou o fechamento do aeroporto.

O vôo 2204 fazia a rota Rio de Janeiro–Brasília–Manaus. Ele saiu da capital carioca às 8h40 e pousou em Brasília às 10h20. Cento e oito passageiros estavam a bordo. Quarenta e cinco tinham Manaus como destino. Eles foram encaminhados a outras companhias aéreas.

Em nota divulgada no início da tarde, a Varig informou que uma falha no trem de pouso central causou o acidente. O avião está no hangar do aeroporto para troca da peça. “O trem de pouso que apresentou o problema só seria removido para manutenção programada em 1.159 dias, conforme plano de manutenção da Varig aprovado pelas autoridades aeronáuticas brasileiras”, alega a companhia.

O capitão Márcio Santos, da Anac, classificou a situação com um “incidente”. Foi um susto. Os passageiros nem perceberam. O fato não é corriqueiro, mas não afeta diretamente a segurança”, afirmou. O capitão explicou que O MD-11 é um avião que, diferentemente dos demais, possui quatro trens de pouso. Tradicionalmente são apenas três: dois nas asas e um no nariz.

Mesmo assim, a Anac vai iniciar uma investigação para saber as causas da rachadura no trem de pouso do avião do Varig. Os fiscais irão avaliar se houve falha operacional ou e manutenção na peça. “Em princípio, isso não aconteceu”, disse Santos. A investigação não tem prazo para ser concluída.

FONTE: CorreioWeb – Eduardo Militão – São Paulo/SP