Segunda Esquadrilha de Ligação e Observação é desativada

837

Em solenidade presidida pelo Comandante da Aeronáutica na Base Aérea de Santa Cruz – RJ, a Segunda Esquadrilha de Ligação e Observação, a 2ª ELO, foi desativada pela Força Aérea Brasileira, após 47 anos de existência, nesta sexta-feira, dia 30 de janeiro de 2004.

Criada pelo Decreto Presidencial nº 39.495, de 6 de julho de 1956, mas só inaugurada em 31 de maio de 1957, na Base Aérea do Galeão, a 2ª ELO tinha como missão específica atender aos anseios e às necessidades da Marinha do Brasil no campo das operações ar-mar.

Em seu discurso, o Comandante da Aeronáutica afirmou que “após quase 47 anos de profícuo labor, a evolução dos acontecimentos e a natural modificação dos interesses estratégicos nacionais conduziram à desativação da Segunda Esquadrilha de Ligação e Observação. É chegada a hora em que essa valorosa Unidade cessa de figurar no cotidiano da Força Aérea Brasileira para ascender aos elevados nichos da tradição aeronáutica brasileira”.

Como parte da solenidade, oito aeronaves AT-27 Tucano da 2ª ELO, sob a liderança do seu Comandante, Maj.-Av. Jason Sakai, realizaram um vôo de despedida sobre a Base Aérea de Santa Cruz, simbolizando o fim das suas atividades aéreas.

No lugar da 2ª ELO, nascerá, em breve, um novo Esquadrão de Caça da FAB, o Terceiro Esquadrão do Terceiro Grupo de Aviação (3º/3º GAV), Esquadrão Flecha, a ser sediado na Base Aérea de Campo Grande, sendo inserido em uma articulada e estratégica linha de defesa da imensa fronteira oeste do Brasil.

FONTE: FAB – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS