TAM amplia instalação de selo eletrônico para agilizar embarque

142

TAM Linhas Aéreas finalizou neste mês a ampliação da operação do sistema de selo eletrônico de embarque em 11 aeroportos do país. A principal vantagem do novo sistema é o ganho de agilidade na hora do embarque dos passageiros.

Em conjunto com a Infraero, a TAM investiu em tecnologia e transformou o tradicional selo de embarque, que confirma o pagamento da taxa de embarque e é colado no bilhete do passageiro na hora do check-in, em um selo eletrônico, com formato de código de barras.

O novo selo eletrônico de embarque começou a operar inicialmente nos aeroportos de Congonhas (São Paulo) e Brasília (DF) em março deste ano. O sistema beneficia todos os passageiros que viajam pela TAM. Desde então, o selo eletrônico também foi instalado nos seguintes aeroportos: Guarulhos, Pampulha, Confins, Recife, Salvador, Santos Dumond, Galeão, Belém, Manaus.

A previsão é de que 28 aeroportos em que a companhia opera vôos domésticos e que utilizam o selo de papel da Infraero estejam utilizando a nova tecnologia até o final deste ano. Atualmente, todos os bilhetes de embarque emitidos pelos totens de auto-atendimento nos principais aeroportos do país já são emitidos com o selo eletrônico de embarque.

O selo eletrônico começou a ser desenvolvido, em conjunto com a Infraero, no segundo semestre de 2003. O objetivo era agilizar a emissão de bilhetes pelo totem de auto-atendimento, sistema que foi implementado a partir de agosto do ano passado. O check-in automático já está instalado em 15 aeroportos e beneficia 70% dos clientes da empresa que viajam com bilhete eletrônico.

O totem permite que passageiros façam o seu check-in automaticamente em menos de 10 segundos. O funcionamento é simples e sem burocracia: basta que o cliente digite o número do seu bilhete eletrônico (e-ticket). Em seguida, é preciso apenas confirmar dados do vôo, escolher o assento e retirar o cartão de embarque.

Depois do sucesso na operação do totem, a TAM decidiu ampliar a utilização do selo eletrônico de embarque para todos os bilhetes emitidos nas posições de check-in dos aeroportos. A implementação começou por Congonhas e Brasília. Ainda em março, os próximos aeroportos serão Guarulhos, Pampulha, Confins, Santos Dumont e Galeão.

O selo de embarque de papel era emitido pela Casa da Moeda e que comprova o pagamento da taxa de embarque, dependendo da categoria do aeroporto. O novo selo eletrônico é composto por uma seqüência numérica, que contém várias informações, como data de embarque, código da empresa e número do vôo. Essas informações são transformadas em código de barras e impressas automaticamente no bilhete de embarque na hora do check-in, sem necessidade de colar manualmente o selo-papel. Além de mais agilidade no embarque, o novo sistema aumenta a segurança, uma vez que nenhum selo será igual ao outro. A emissão eletrônica evita também perdas com extravios do papel.

FONTE: TAM – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP