TAM reformula área de Tecnologia da Informação e impulsiona projetos

159

A TAM anunciou hoje outsourcing de Tecnologia de Informação em três pilares da área: desenvolvimento de sistemas; telecom; computação distribuída e help desk. A inteligência dos processos e soluções tecnológicas, a definição do modelo de arquitetura técnica e a governança dos contratos são de responsabilidade da própria TAM. A opção por essa nova forma de atuação propiciará à TAM maior produtividade, flexibilidade para aumentar ou reduzir a capacidade de acordo com a necessidade da empresa, otimizar os recursos internos de TI, melhorar sua qualidade e performance, além de propiciar maior previsibilidade dos investimentos e obter redução de custos de 36% no orçamento anual da área.

O investimento da companhia no contrato com os fornecedores – Unisys para computação distribuída e help desk; Telemar para comunicação de dados e voz, e EDS Brasil com aplicações – será de R$ 115 milhões ao longo de cinco anos. As três empresas absorverão mão-de-obra qualificada formada nos quadros da TAM. Somente a EDS, que está construindo uma fábrica em Araraquara, interior de São Paulo, da qual a TAM será a cliente viabilizadora, já contratou para o novo empreendimento 55% dos analistas programadores que atuavam na TAM.

Essa fábrica, que futuramente exportará softwares, suportará o desenvolvimento de todos os sistemas da TAM, com destaque para o e-TAM, portal de distribuição da companhia que utiliza tecnologia de ponta via Internet para integrar toda a cadeia de venda – desde o momento da reserva até o desembarque do passageiro. A ferramenta inédita no mercado mundial já possibilita à TAM oferecer um conjunto de serviços especiais ao seu cliente, personalizando a relação com o passageiro baseado no conceito “one-to-one”. Hoje, 90% das reservas e 98% das emissões dos bilhetes já são feitos eletronicamente pelo portal.

“Nosso objetivo é o de agregar valor ao nosso negócio e incorporar as melhores práticas de governança à área de TI, essencial aos planos estratégicos da companhia”, afirma o presidente da TAM, Marco Antonio Bologna.

No caso da Telemar, o contrato prevê a terceirização completa dos serviços de comunicação de dados e voz da TAM no Brasil. Essa rede é formada por aeroportos, lojas próprias, agências, centros administrativos e Centro Tecnológico da TAM, localizado em São Carlos, onde são realizadas as grandes manutenções dos aviões que compõem a frota da empresa.

A Unisys será responsável pela manutenção do parque de equipamentos e help desk de TI da TAM. A rede da TAM é composta 5.100 micros conectados ao data center localizado na sede da empresa, em São Paulo. Esses equipamentos estão distribuídos em 62 cidades no Brasil, totalizando 260 localidades de atendimento e mais de 5 mil usuários.

Todos esses contratos com as empresas fornecedoras estão baseados em uma estrutura de gestão especializada dos parceiros, criada para garantir o nível de serviços contratados (SLA). Entre as características dos contratos há, por exemplo, cláusulas que possibilitam a variação no volume de serviço contratado de acordo com a demanda. Suportados por níveis de serviço alinhados às melhores práticas do mercado mundial, os acordos têm duração de cinco anos.

FONTE: Aviação Brasil / TAM – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP