TAM vai a novos destinos e aumenta freqüências

72

A TAM estréia sua nova malha aérea no dia 2 de maio, a partir do fim do code-share com a Varig, contemplando novos destinos e aumentando o número de freqüências para as localidades mais demandadas. As cidades de Joinville e Navegantes passarão a ter vôos diários para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e Caxias do Sul, seis freqüências semanais (exceto aos sábados). Com isso, a TAM atingirá 44 cidades diretamente no Brasil e mais 29 municípios por meio de acordo comerciais com empresas regionais, totalizando 73 destinos.

A companhia acrescentará freqüências às atuais na Ponte Aérea Rio-São Paulo, passando de 25 para 31 diárias, com vôos partindo de meia em meia hora de ambos os aeroportos (o primeiro partindo do Santos Dumont às 6h30 e de Congonhas, às 6h15). Congonhas-Curitiba e Congonhas-Belo Horizonte passarão a contar com nove e 11 vôos diários, respectivamente. Outra ligação da Super Ponte, Congonhas-Porto Alegre, manterá as atuais seis freqüências. De Congonhas para Brasília, de onde saem conexões para vários estados, principalmente do Norte e Nordeste, ficam 13 diários. Essa linha já não estava dentro da operação compartilhada.

Para os estados do Nordeste, a TAM oferecerá mais ligações a partir dos aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, e Galeão, no Rio. As operações a partir de Guarulhos aumentarão em 15% e do Galeão, 65%, proporcionando aos passageiros conexões com vôos para todo o país e também para as linhas internacionais da TAM (Miami, Paris, Buenos Aires, Assunção e Santiago do Chile). Outra novidade é a ligação entre Congonhas e Foz do Iguaçu que passará a ser feita diariamente (até agora, esse vôo ocorria de segunda a sexta-feira). Londrina também ganhará mais uma freqüência diária com vôo prosseguindo para Campo Grande e Cuiabá.

“Nossa prioridade no desenho da malha foi atender todos os mercados de forma mais adequada em termos de horários, ligações e equipamento de vôo de acordo com a demanda”, afirmou Nelson Shinzato, diretor de Planejamento de Malha e Frota. A nova malha aumenta em 12% o número de assentos quilômetros oferecidos (ASK) pela TAM. Isso será possível graças ao aumento de produtividade da frota, que passará a voar 11,2 horas/dia contra as 10h atuais, e também ao recebimento de novos aviões previstos para este ano – dois Airbus A320 acabam de ser incorporados à frota da companhia e mais dois chegam até agosto. As mudanças garantirão ainda à TAM manter os altos níveis de pontualidade, regularidade e eficiência operacional que vêm sendo registrados nos últimos meses, de acordo com dados oficiais do Departamento de Aviação Civil.

FONTE: Aviação Brasil / Tam Linhas Aéreas – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP