Aeromexico tem rota costariquenha abastecida com combustível verde

677

A UOP LLC anunciou que o Honeywell Green Jet Fuel™, produzido com a tecnologia de processos da UOP, está abastecendo a rota da Aeroméxico entre a Cidade do México e San José, na Costa Rica, marcando um dos primeiros usos de combustível renovável no serviço diário de voos para passageiros.

A Aeroméxico começou a utilizar o Green Jet Fuel produzido pela UOP da Honeywell em sua rota regular que liga a Cidade do México à Costa Rica, como parte de seu projeto “Green Flights” desenvolvido para reduzir a emissão de gases que geram efeito estufa. O Boeing 737-700 operado pela companhia, que transporta até 124 passageiros, usará uma mistura de 15% de Green Jet Fuel feito do vegetal não comestível camelina e combustível à base de petróleo.

A Agência Mexicana de Aeroportos e Serviços Auxiliares (ASA) faz a mistura de Green Jet Fuel com o combustível à base de petróleo. A agência também desenvolveu o programa “Plano de Voo na Direção dos Biocombustíveis para a Aviação Sustentável no México”, que se concentra em identificar e analisar os elementos da cadeia de produção de biocombustíveis para a aviação no México.

“Essa rota comercial regular abastecida pelo Honeywell Green Jet Fuel é um enorme passo para o estabelecimento do mercado de biocombustíveis para aviação e o uso generalizado desses combustíveis”, disse Jim Rekoske, vice-presidente e gerente geral da área de energia renovável e produtos químicos da Honeywell UOP. “Com a adição dessa rota, a Aeroméxico e a ASA estão ajudando a tornar realidade as viagens aéreas ecologicamente mais limpas a partir de fontes de energia não fósseis.”

De acordo com a ASA, a aviação mexicana espera que os biocombustíveis representem 1% do combustível usado no México até 2015 e 15% até 2020.

A rota de biocombustíveis da Aeroméxico vem na esteira de vários vôos comerciais em todo o mundo. A companhia realizou o primeiro voo comercial transatlântico da Cidade do México até Madrid em agosto passado, usando o Green Jet Fuel produzido pelo processo Honeywell UOP. Além disso, a Iberia Airlines, em parceria com a companhia petrolífera espanhola Repsol, usou o Green Jet Fuel feito de camelina para um voo entre Madrid e Barcelona no início de outubro. Para os dois vôos, a ASA produziu a mistura do biocombustível com combustíveis à base de petróleo para fornecer o produto utilizado para abastecer os aviões.

A tecnologia de processos UOP da Honeywell produz o Green Jet Fuel a partir de óleos naturais e resíduos. O combustível cumpre todas as especificações para vôos e, quando usado em uma mistura de 50-50 com combustível derivado do petróleo para aviação, é um substituto que não requer nenhuma alteração na aeronave nem no motor.

Até agora, o Honeywell Green Jet Fuel foi utilizado em mais de 20 vôos – incluindo testes e reais – em plataformas comerciais e militares. Em cada voo, o biocombustível se saiu tão bem quanto que os combustíveis tradicionais à base de petróleo, se não melhor. O combustível recebeu aprovação da ASTM para vôos comerciais em julho de 2011.

A UOP, da Honeywell, é reconhecida por ser líder global em tecnologia de processos que converte matérias-primas de petróleo em combustíveis e produtos químicos. A companhia está desenvolvendo e licenciando uma variedade de processos para produzir combustíveis verdes a partir de matérias-primas naturais.

Em 2007, a UOP comercializou o processo UOP/Eni Ecofining™ para produzir o combustível Honeywell Green Diesel™ a partir de óleos naturais e resíduos. Em 2008, a UOP formou a joint venture Envergent Technologies LLC com a Ensyn Corp. para oferecer tecnologias que convertem biomassa de resíduos sólidos, como resíduos florestais e agrícolas, em energia térmica renovável e combustíveis para transporte.