Cathay Pacific anuncia intenção de compra de 36 novas aeronaves avaliadas em cerca de US$ 10 bilhões

606
Foto: Boeing

A Cathay Pacific Airways anunciou na última semana o pedido de compra de 30 aviões Airbus A350-900 e interesse de comprar mais seis aeronaves Boeing 777-300ER.

O valor total das compras pretendidas no preço de tabela é de aproximadamente US$ 10 bilhões e o montante irá complementar o significativo investimento que a Cathay Pacific fará entre agora e 2013. Nele está incluso o pedido firme de aeronave, o novo terminal de carga no Aeroporto Internacional de Hong Kong e produtos de última geração, tanto na cabine como em terra firme.

A carta de intenções à Airbus está relacionada com a compra de 30 aviões Airbus A350-900 com turbinas Rolls Royce. O novo A350 XWB (“Extra Wide Body”) será o carro-chefe da futura frota de médio porte da Cathay Pacific, com as outras 30 novas aquisições que serão entregues entre 2016 e 2019.

A variante do A350-900 é capaz de voar mais de 8 mil milhas náuticas sem escalas, o que permitirá a Cathay Pacific operar a aeronave em toda a sua rede de rotas, incluindo os voos de Hong Kong diretos à Europa e América do Norte. Os dois motores Rolls-Royce Trent XWB de nova geração darão força ao avião e o A350 XWB permitirá à Cathay Pacific conseguir os custos operacionais mais baixos de qualquer aeronave em sua categoria de tamanho.

Segundo o CEO da Cathay Pacific, Tony Tyler: “o A350-900 se adequa perfeitamente ao desenvolvimento de nossa frota – é um avião de longo curso, médio porte e com baixo consumo de  combustível. Além disso, respeita o meio ambiente e fornece o tipo de capacidade, alcance e economia que precisamos para complementar e reforçar a nossa frota já existente”.

Separadamente, a Cathay também pretende exercer direitos de compra de seis aeronaves Boeing 777-300ER com motores General Eletric, além do pedido já feito de mais 30 aeronaves deste tipo. Dezoito 777-300ER já foram entregues e estão em operação, com as 12 restantes chegando até 2013. A companhia aérea baseada em Hong Kong opera atualmente uma frota de 128 aeronaves wide-body, incluindo 25 cargueiros.

A Cathay Pacific fará do Boeing 777-300ER a espinha dorsal da sua frota de ultra longo e longo curso, principalmente daqueles que servem destinos na América do Norte e Europa, com muito maior economia operacional em comparação com as aeronaves mais velhas de sua frota.

A Cathay Pacific Airways anunciou na última semana o pedido de compra de 30 aviões Airbus A350-900 à empresa de mesmo nome da aeronave. A companhia aérea também manifestou o interesse de comprar mais seis aeronaves Boeing

777-300ER.

O valor total das compras pretendidas no preço de tabela é de aproximadamente US$ 10 bilhões e o montante irá complementar o significativo investimento que a Cathay Pacific fará entre agora e 2013. Nele está incluso o pedido firme de

aeronave, o novo terminal de carga no Aeroporto Internacional de Hong Kong e produtos de última geração, tanto na cabine como em terra firme.

A carta de intenções à Airbus está relacionada com a compra de 30 aviões Airbus A350-900 com turbinas Rolls Royce. O novo A350 XWB (“Extra Wide Body”) será o carro-chefe da futura frota de médio porte da Cathay Pacific, com as outras

30 novas aquisições que serão entregues entre 2016 e 2019.

A variante do A350-900 é capaz de voar mais de 8 mil milhas náuticas sem escalas, o que permitirá a Cathay Pacific operar a aeronave em toda a sua rede de rotas, incluindo os voos de Hong Kong diretos à Europa e América do Norte. Os dois

motores Rolls-Royce Trent XWB de nova geração darão força ao avião e o A350 XWB permitirá à Cathay Pacific conseguir os custos operacionais mais baixos de qualquer aeronave em sua categoria de tamanho.

Segundo o CEO da Cathay Pacific, Tony Tyler: “o A350-900 se adequa perfeitamente ao desenvolvimento de nossa frota – é um avião de longo curso, médio porte e com baixo consumo de  combustível. Além disso, respeita o meio ambiente e

fornece o tipo de capacidade, alcance e economia que precisamos para complementar e reforçar a nossa frota já existente”.

Separadamente, a Cathay também pretende exercer direitos de compra de seis aeronaves Boeing 777-300ER com motores General Eletric, além do pedido já feito de mais 30 aeronaves deste tipo. Dezoito 777-300ER já foram entregues e estão

em operação, com as 12 restantes chegando até 2013. A companhia aérea baseada em Hong Kong opera atualmente uma frota de 128 aeronaves wide-body, incluindo 25 cargueiros.

A Cathay Pacific fará do Boeing 777-300ER a espinha dorsal da sua frota de ultra longo e longo curso, principalmente daqueles que servem destinos na América do Norte e Europa, com muito maior economia operacional em comparação com

as aeronaves mais velhas de sua frota.