Hotéis nos aeroportos de Curitiba e Porto Alegre | Portal Aviação Brasil
Aeroportos (Noticias)

Hotéis nos aeroportos de Curitiba e Porto Alegre

Hotéis nos aeroportos de Curitiba e Porto Alegre
Foto: Enos Moura Filho

Foto: Enos Moura Filho

Os aeroportos de Curitiba (PR) e de Porto Alegre (RS) vão ganhar hotéis com categoria mínima de três estrelas. Haverá uma licitação sendo que a abertura das propostas para Porto Alegre será no dia 10/6 e, para Curitiba, no dia 11/6.

Os hotéis poderão oferecer serviços como restaurantes, totens de autoatendimento de companhias aéreas para check-in, bares, lanchonetes, centro de eventos ou sala de reuniões, joalheria, salão de beleza, centros de bem-estar ou massagem, agência de turismo e câmbio, farmácia, perfumaria, lojas de conveniência, bancas de jornal e revista, locação de automóveis, recreação infantil, reservas em espetáculos e transporte especial. O edital também prevê opções de hospedagem de curta permanência, chamada Day Use e Fast Sleep, além da possibilidade de instalar monitores do Sistema de Informação de Voos (SIV) nas dependências dos empreendimentos. De acordo com o Ministério do Turismo, o empreendimento hoteleiro para ser classificado como categoria três estrelas deverá, por exemplo, ter área de estacionamento, programa de treinamento para empregados, medidas permanentes para redução do consumo de energia elétrica e de água e de gerenciamento de resíduos sólidos e oferecer acesso à internet nas áreas sociais e nos quartos.

Em Porto Alegre, o hotel deverá oferecer, no mínimo, 200 quartos. A concessão será de três áreas, totalizando 5.553,65 m²: uma área principal de 5.530 m² ao lado do terminal de passageiros 1, onde será construído o empreendimento, e outras duas de 13,95 m² e 9,7 m² no saguão de desembarque dos dois terminais de passageiros do Salgado Filho, destinadas à instalação de balcões de reservas no próprio aeroporto. O valor mensal mínimo previsto para a concessão na capital gaúcha é de R$ 89,4 mil, sendo o valor global estimado em R$ 25,87 milhões e percentual variável mínimo sobre o faturamento bruto será de 8% sobre a exploração comercial do empreendimento.

Já Curitiba deverá ter um mínimo de 150 quartos e o preço mínimo mensal é de R$ 88,8 mil, com valor global estimado de R$ 25,68 milhões. O percentual variável mínimo também será de 8%. O prazo de vigência contratual de ambos os processos é de 25 anos, improrrogáveis, contados a partir da assinatura do contrato.

Com a iniciativa, a Infraero quer aprimorar os serviços oferecidos ao passageiro, proporcionando facilidades aos usuários e criando novas oportunidades comerciais. Atualmente, estão sendo instalados hotéis em aeroportos como Santos Dumont (RJ), Confins (MG) e Vitória (ES). A empresa avalia também a instalação de hotéis e centros de negócios nos aeroportos de Belém (PA), São Luís (MA), Marabá (PA), Londrina (PR), Joinville (SC), Congonhas (SP) e Salvador (BA).

 

Aeroportos (Noticias)

More in Aeroportos (Noticias)

O potencial dos aeroportos leiloados de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Aeroporto de São Luís ganha nova sala de embarque

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Aeroporto Internacional de Belém

Aviação Brasil (Redação)17 de março de 2017

Aeroporto Internacional de Navegantes/Vitor Konder

Aviação Brasil (Redação)9 de março de 2017

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806