Japan Airlines (Japão)

4053

A Japan Airlines deixou de voar para o Brasil em 27 de setembro de 2010. Em seu último ano de operações no país transportou 17.996 passageiros, sendo que 77% foram para o Japão e 23% para os Estados Unidos e trouxe 18.458 passageiros, sendo que 78% vieram do Japão e 22% dos Estados Unidos. Em carga foram transportados em todas as rotas da empresa 2.503 milhões de toneladas de carga quilômetro, o que representa financeiramente a 8% da receita da empresa. A empresa faz parte da Oneworld e possui acordos com 17 empresas, entre elas a Air France, American Airlines, British Airways, Emirates, Iberia, Korean Air e Qantas.

A Japan Air Lines (JAL) iniciou voos em 1951 com serviços na cidade de Tokyo. A aeronave utilizada era um Martin 2-0-2 de dois motores. A primeira aeronave comprada foi um Douglas DC-4 e em 1953 um Douglas DC-6. Foi com esta aeronave, que em 1954, a empresa passou a fazer seu primeiro voo internacional, voando para San Francisco, nos Estados Unidos. Em outubro daquele ano a empresa começou a voar para São Paulo (Congonhas) com Douglas DC-6B, numa viagem de três dias. Em 1958 o DC-6B foi substituído pelo Douglas DC-8, que passou a operar em Campinas por Congonhas não ter pista com extensão suficiente para uma operação segura.

Os jatos chegaram em 1960 quando a empresa, com nova pintura, passou a utilizá-los nas rotas de San Francisco, Londres e Copenhagen. Em 1962 o Convair 880 foi utilizado na rota de Frankfurt.

A partir de 1970 os DC-8 passaram a ser substituídos pelos Boeing 747-100, fase esta que levou quase todos os anos da década de 70. Ainda nesta década, a JAL comprou o Douglas DC-10-40 e em 20 de junho de 1978 iniciou seus voos para São Paulo na rota Tokyo – Anchorage (Escala Técnica) – New York (Escala Técnica) – San Juan (Escala Técnica) – Rio de Janeiro – São Paulo (Viracopos).

Em 17 de setembro de 1984 a Japan Airlines substituiu o Douglas DC-8 pelos Boeing 747-200 tendo como destino o Rio de Janeiro, duas vezes por semana.

Em 1987 a JAL começou a utilizar o Boeing 767-200 e saia das mãos e controle do governo japonês. Em 1988 a JAL realizava três voos semanais para o Brasil, agora com destino final São Paulo (Guarulhos).

Nos anos 90 os McDonnell Douglas MD-11 passaram a substituir os DC-10 e em 1995 chegaram aeronaves Boeing 737-400 e 777 em 1996.

Em 2000 a Japan Airlines operava cinco frequências de São Paulo para Tokyo, sendo quatro delas via New York com o Boeing 747-400 e uma com Boeing 747-300 via Los Angeles e Nagoia. Em abril de 2002 deixou de operar a rota São Paulo – Los Angeles – Tokyo. Em 2004 reduziu para três voos semanais na rota São Paulo – New York – Tokyo – Nagoia, com Boeing 747-400.

Em 2007 passou a ser membro da Oneworld, da qual fazem parte algumas das principais companhias aéreas do mundo, como a British Airways e American Airlines.

Em 22 de fevereiro de 2007 anunciou aquisição de 10 Embraer 170 pelo preço de tabela das aeronaves, por US$ 290 milhões. Em 27 de setembro de 2010 deixou de voar para São Paulo.

Transportou 23.9 milhões de passageiros em 2012, um incremento de 1.2% no volume total, sendo que neste período aumentou a sua capacidade em 20.2%.  Ao total são aproximadamente 32 mil funcionários.

Frota atual: 10 Boeing 737-800 , 20 Boeing 767-346 , 01 Boeing 767-346F, 25 Boeing 767-346ER , 11 Boeing 777-200 , 14 Boeing 777-200ER , 02 Boeing 777-300 , 18 Boeing 777-300ER  e 15 Boeing 787-800.