Eventos

Labace 2013 – A 2ª Maior Feira de Aviação Executiva Mundial

Labace 2013 – A 2ª Maior Feira de Aviação Executiva Mundial
Lineage 1000

Foto: Alexandre Barros

A 10a Edição da Labace – Latin American Business Aviation ocorreu nos dias 14, 15 e 16 de agosto, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. De olho em um mercado em franco crescimento, detentor de 11% da frota de jatos executivos mundiais, grandes fabricantes exporam seus principais produtos em busca de uma fatia ainda maior na projeção dos US$ 15 bilhões de Dólares em encomendas até 2023. Estima-se que só no Brasil esse número seja de US$ 8,4 bilhões de Dólares para até 530 novas aeronaves executivas. Ao longo de três dias, cerca de 14 mil pessoas passaram pelo evento, considerado o segunda maior do mundo, perdendo apenas para a americana, organizada pela NBAA. Este ano a Labace reuniu 180 expositores e apresentou uma área externa com 68 aeronaves, com modelos de até 65 milhões de dólares foram apresentados ao mercado nacional.

Os expositores, entre eles os principais fabricantes do mundo todo, comemoravam os resultados obtidos durante o evento. Para muitos, o mercado brasileiro já representa uma boa fatia das vendas anuais e a Labace é um importante momento para concretizar negócios ou dar início a novas negociações. Vários compradores fecharam a compra de helicópoteros e aviões durante a feira, mas não é simples calcular o volume negociado nos três dias.

“Prova do sucesso da Labace, em termos de vendas, está no fato de termos os principais fabricantes do mundo aqui e eles terem trazido mais aeronaves este ano, ocupando espaços de exposição cada vez maiores”, disse Ricardo Nogueira, diretor executivo da ABAG (Associação Brasileira de aviação Geral), organizadora da feira.

A chuva e o frio nos dois primeiros dias da Labace afugentaram parte do público, mas o sol na sexta atraiu mais pessoas que a média esperada. Os organizadores trabalhavam com uma expectativa de público igual à do ano passado, 16 mil pessoas.

Alguns destaques da Labace 2013

A Líder Aviação encerrou sua participação na Labace com resultados positivos. Durante o evento, a empresa vendeu dois aviões Beechcraft Bonanza G36, cada um negociado por US$ 790 mil (sem impostos), além de fechar o contrato de início da construção de um hangar de cinco mil m² em Itanhaém, no litoral paulista. Segundo a superintendente da Líder, Júnia Hermont, o investimento será de R$ 10 milhões, e a obra deverá ser concluída até o final de março de 2014.

Também durante a Labace, a Líder realizou a entrega do primeiro Bonanza G36 com novo interior a operar no Brasil. A aeronave, que estava em exposição na feira, foi uma das “vedetes” do evento. “Produzido desde 1947, o Bonanza é um dos aviões mais tradicionais da história da aviação. Por isso, a maioria dos nossos clientes só deixou a feira depois de ter conferido o novo layout interno da aeronave”, conta o diretor de vendas da Líder Aviação, Philipe Figueiredo.

Bombardier Challenger 605

Foto: Alexandre Barros

Além dos negócios anunciados na feira, a grande novidade da Líder Aviação foi a parceria com a fabricante Bombardier, líder mundial no segmento de jatos executivos. Desde julho, a empresa brasileira é a nova representante exclusiva da canadense no Brasil, substituíndo a OceanAir.

A Swissport foi escolhida como provedora de serviços operacionais para o novo hangar da World-Way Aviation (WWA) que está sendo erguido no Aeroporto de Sorocaba e tem previsão de inauguração para dezembro de 2013. O projeto WWA vai se tornar o maior hangar para aviação executiva da América do Sul para servidos de FBO (Fixed Based Operations). Trata-se de um emprendimento de mais de 14.000 m², sendo dois hangares, totalizando uma área de mais de 9 mil m² de hangaragem, capazes de abrigar modelos de jatos de grande porte como o Lineage da Embraer, o G650 da Gulfstream e o Global 8000, fabricado pela Bombardier. A área total de rampa do WWA chega a 6.470
m².

O projeto foi concebido pela empresa de arquitetura aeronáutica Galvao Consolin, com apoio do arquiteto João Armentano, e contempla 30 escritórios, 4 suítes baseadas em hoteis de alto padrão, lounge exclusivo para pilotos, lounge vip, sala de conferência, sala de planejamento de voo, 3 copas, cafeteria, fitness center. Tudo isso em três pisos, ambientes arejados e de extremo bom gosto e funcionalidade. Na parte externa, o WWA vai contar com 36 vagas de estacionamento alem de 58 vagas internas, com total monitoramento por câmeras.

“Trata-se de um projeto muito interessante, especialmente pela localização. Sorocaba já é o aeroporto sugerido pela ANAC como alternativa para os eventos que estão por vir, Copa do Mundo, e há um trabalho que contempla a internacionalização do aeroporto”, disse Ubiratan Lago, gerente de Novos Negócios da Swissport no Brasil. Nesta parceria, a Swissport está investindo 2,25 milhões de reais em equipamentos para a movimentação de aeronaves no WWA. O diferencial é que serão todos equipamentos elétricos, ou seja, não poluem o meio ambiente.

Já a Dassault Falcon anunciou que aumentará a capacidade instalada no Brasil para serviços este ano como parte da estratégia de crescimento entre 50% e 100%, segundo o presidente mundial da Dassault Falcon, John Rosavallon. A empresa possui 45 aeronaves em operação no Brasil e pretende encerrar 2013 com o dobro de aeronaves.

Para o presidente da Líder Aviação, Eduardo Vaz, a expectativa é que a Labace continue a gerar bons negócios mesmo depois de encerrada. “A feira é uma oportunidade não só de fechar contratos, mas também de iniciar negociações que acabam se concretizando nos meses seguintes”, explica.

A Embraer Aviação Executiva apresentou as novas funcionalidades do jato Phenom 100. A partir de agora, novos equipamentos e configurações de série e opcionais, como spoilers de multifunção, 11 novas coleções de interior, assentos premium, além de duas novas opções de armários para armazenamento de bebidas, alimentos e outros utensílios, passam a ser oferecidos. “Essas novas funcionalidades do Phenom 100 refletem o nosso trabalho de interação contínua com os clientes”, disse Ernest Edwards, Presidente da Embraer Aviação Executiva. “O Phenom 100 já é o jato executivo mais veloz e com o maior espaço interno da categoria entrylevel.

Phenom 100

Foto: Alexandre Barros

Com essas melhorias, a aeronave ficará ainda mais eficiente e confortável para atender as necessidades de nossos clientes tradicionais, como pilotos-proprietários, departamentos de voos corporativos e empresas de propriedade compartilhada.”

O spoiler de multi-função, superfície de comando de voo posicionada sobre a asa da aeronave, apresenta duas novas funcionalidades, atuando como ground spoiler e speed brake. Em solo, durante o pouso, ele ajuda aumentando o arrasto e reduzindo a sustentação, além de auxiliar na redução de velocidade e execução de rampas mais inclinadas na fase de aproximação.

As 11 novas coleções de interior renovam o visual e o conforto da cabine com opções de cores e materiais, como revestimentos em madeira em vez de laminados. A opção pelo assento premium proporciona maior mobilidade, como capacidade de deslocamento lateral, longitudinal e de rotação.

O jato executivo Legacy 500 fez sua primeira aparição pública no Brasil durante o evento. A nova aeronave iniciou sua turnê mundial por Genebra, na Suíça, em maio deste ano e estará em Las Vegas, nos Estados Unidos, no mês de outubro.

O Legacy 500 é a única aeronave da categoria midzise a utilizar um completo sistema eletrônico de comandos de voo fly-by-wire, que proporciona maior conforto, eficiência e reduz a carga de trabalho dos pilotos, aumentando ainda mais a segurança da operação. A entrada da aeronave em serviço está prevista para o primeiro semestre de 2014.

Marco Túlio Pellegrini, Vice-Presidente de Operações da Embraer Aviação Executiva disse que “Esta foi a maior participação da Embraer desde a primeira edição da feira, em 2004, o que ilustra bem o nosso forte posicionamento entre as maiores forças deste competitivo mercado”.

As outras aeronaves da Embraer expostas foram o Phenom 300, Legacy 650 e o Lineage 1000, o maior e mais luxuoso jato do portfólio da Embraer Aviação Executiva.

Nextant Aerospace N400XT

Foto: Alexandre Barros

A Nextant Aerospace, líder no mercado de jatos executivos re-fabricados expôs a aeronave 400XTi. O 400XTi lidera sua classe em termos de valor e custos operacionais, com custo de aquisição de apenas 4,95 milhões de dólares, possui ainda motores mais novos e que consomem menos combustível. Listado como um novo tipo de aeronave no Aircraft Blue Book, o 400XTi cumpre ou supera as mais recentes regulamentações de segurança estabelecidas pela FAA, EASA e pelas maiores autoridades de segurança aeronáutica do mundo.

A aeronave tem autonomia de 2.003 milhas náuticas (3.710km) com dois pilotos, quatro passageiros e reservas IFR, permitindo voos diretos entre São Paulo e destinos como Buenos Aires, Argentina; Lima, Peru; Santiago, Chile. Voos partindo de pontos mais ao norte do continente, como Bogotá, Colômbia ou Caracas, Venezuela alcançam destinos na américa do norte em voos diretos.

Apoiado por uma garantia total de 2 anos e uma rede global de apoio de pós vendas e suporte ao cliente, o 400XTi está bem posicionado para atender a crescente demanda do mercado latino americano por jatos executivos que combinam as mais avançadas tecnologias e itens de segurança com eficiência operacional.

A principal atração do estande da Helibras na Labace foi o novo helicóptero EC130 T2 – a mais recente versão dessa família de aeronaves derivada do consagrado AS350 Esquilo – que fez sua estreia no Brasil. “O EC130 T2 foi lançado no ano passado e recebemos muitas consultas por parte dos clientes brasileiros. Por isso decidimos trazê-lo para uma demonstração, escolhendo a Labace pela sua importância para o mercado de aviação executiva”, explica François Arnaud, vice-presidente Comercial e de Marketing da Helibras.

A empresa também apresentou um helicóptero AS350 B3e Esquilo – especialmente configurado para uma rede de televisão – e o biturbina EC135 P2e, aeronaves que reúnem o que há de mais moderno em tecnologia. Além dos modelos expostos, a Helibras efetuou a entrega de quatro novos helicópteros durante os três dias de evento. A empresa também divulgou aos seus clientes o novo Centro de Suporte ao Cliente, inaugurado neste mês de agosto.

Sentimos falta este ano de expositores de peso como a Airbus, que em 2012 trouxe o Airbus A318ACJ e a Boeing, que sequer stands na feira tinham! Outro ponto negativo, mas neste caso, opcional aos visitantes, foi a incrível taxa de R$ 70,00 para o estacionamento na feira, quando que por 20% a 30% deste valor, você pode deixar seu veículo sozinho e em segurança do outro lado da passarela.

Em 2014 o evento acontecerá entre os dias 12 e 14 de agosto, com uma mudança: a Labace será de terça a quinta e não mais de quarta a sexta-feira, seguindo cada vez mais a tendência de feira do segmento, com alta qualidade de visitantes e grande volume de negócios.

More in Eventos

Esquadrilha da Fumaça…um dia histórico em nossos arquivos!!

Aviação Brasil (Redação)13 de março de 2017

Shell AeroClass vai te levar para o maior evento de aviação do mundo

Aviação Brasil (Redação)23 de fevereiro de 2017

Update Final: As últimas encomendas da Feira de Farnborough, na Inglaterra

Aviação Brasil (Redação)19 de julho de 2016

Embraer E190-E2 faz estreia internacional no Farnborough Airshow

Aviação Brasil (Redação)11 de julho de 2016

Copyright © 2017 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806