O que de melhor aconteceu na Labace 2014 | Portal Aviação Brasil
Eventos

O que de melhor aconteceu na Labace 2014

O que de melhor aconteceu na Labace 2014
Foto: Enos Moura Filho

Foto: Enos Moura Filho

Realizada de 12 a 14 de agosto passado, no Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, a 11ª edição da Labace (Latin American BUSINESS Aviation & Conference), maior feira de aviação executiva da América Latina. Estiveram presentes grandes fabricantes da aviação executiva mundial e mais de 70 empresas expondo produtos, serviços e aeronaves. O setor registrou quase 5% de crescimento, segundo dados da ABAG.

A Embraer, Bombardier, TAM Aviação Executiva, Gulfstream, Dassault Falcon, Líder Aviação, Helibrás, Bell e Agusta foram algumas representantes da indústria que levaram aeronaves para a exposição na feira.

A Embraer levou cinco jatos executivos para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A principal feira de aviação executiva na região teve entre os seus destaques o Legacy 500, novo jato executivo da categoria midsize, que foi exibido pela primeira vez na LABACE com interior completo. A Embraer também levou para exposição estática o Phenom 100E, Phenom 300, Legacy 650 e o Lineage 1000E, além de apresentar suas soluções em serviços e suporte ao cliente.

“A LABACE é uma vitrine importante para a aviação executiva na América Latina e proporciona uma grande oportunidade de exposição das inovações e diferenciais tecnológicos dos nossos produtos”, disse Breno Corrêa, Diretor de Marketing e Vendas da Embraer Aviação Executiva para a América Latina.

O portfólio de jatos executivos da Embraer oferece tamanhos de cabine e flexibilidade de alcance adequados para as mais variadas demandas, permitindo maior produtividade no trabalho e economia de tempo nas viagens, com conforto e privacidade.

A Líder Aviação encerrou sua participação na Labace, maior feira de aviação executiva da América Latina, com resultados positivos. Durante o evento a empresa realizou a entrega de um Beechcraft Bonanza G36, comprado por um empresário de Osasco (SP), e iniciou negociações que poderão resultar em novos contratos.

“Recebemos clientes importantes, que ficaram realmente interessados em nossos produtos. Estamos bastante otimistas quanto aos desdobramentos de algumas conversas que tivemos durante a feira”, afirmou o diretor de vendas da Líder Aviação, Philipe Figueiredo.

Além de conquistar novos clientes, a empresa recebeu convidados em um jantar especial, que contou com a presença do ator norte-americano John Travolta, embaixador da Bombardier, representada, no Brasil, pela Líder Aviação.

Eduardo Vaz e John Travolta - Lider

A TAM Aviação Executiva, representante exclusiva no Brasil das fabricantes Cessna Aircraft Company e Bell Helicopter, trouze dez aeronaves. Este ano, além dos modelos já consagrados, a empresa apresentou quatro grandes novidades: o mock-up do Bell 505 Jet Ranger X, o mais recente lançamento da Bell, inédito no Brasil, o Bell 429 WLG, mais avançado biturbina leve do mundo com trem de pouso retrátil, o Citation M2, a aeronave que simplesmente redefiniu o padrão de desempenho para os jatos executivos do segmento “very light jet”, e o Citation Sovereign+, primeiro Citation com aviônicos Garmin G5000 e autothrottle de série. Todos participaram da feira pela primeira vez.

A Synerjet, distribuidora exclusiva das aeronaves da Pilatus Aircraft na América Latina, expoz o turboélice PC-12 NG, avião que foi usado pela jornalista e piloto Amelia Earhart para recriar a aventura da famosa aviadora homônima, desaparecida em 1937, no Oceano Pacífico, na tentativa de cruzar o globo.

A empresa suíça também apresentou o projeto do PC-24, o novo modelo da fabricante, que inaugura uma nova categoria de jatos executivos: o SVJ – Super Versatile Jet. Assim como os turboélices, os SVJs poderão operar em pistas muito curtas e não preparadas, mas terão velocidade, alcance e conforto de um jato médio.

O protótipo do jato PC-24 teve seu rollout (aparição inaugural) no dia 1º de agosto, na Suíça, e em maio, as primeiras 84 unidades do modelo foram vendidas na edição de 2014 da EBACE (European Business Aviation & Exhibition) – elas serão entregues entre 2017 e 2019. O PC-24 tem velocidade de cruzeiro de 787 km/h (425 KTAS) e autonomia de voo de 3.611 quilômetros (1.950 milhas náuticas) com quatro passageiros. Voa a uma altitude de 13.716 metros (45.000 pés) e sua cabine apresentará nível de conforto acima da média para até dez passageiros na versão de alta densidade ou seis a oito pessoas na versão executiva. A aeronave será certificada para operação com apenas um piloto.

Pilatus PC-24 HB-VXA

A Avantto encerrou a sua quinta participação na Labace com saldo positivo. A maior Feira de Aviação da América latina, reuniu nos dias 12, 13 e 14 cerca de 60 Expositores e recebeu mais de 15 mil interessados no mercado de aviação. Já a Avantto, primeira e maior empresa de gerenciamento e compartilhamento de aeronaves comemora os bons resultados. Em relação ao ano passado, o retorno de vendas e prospects dobrou.

Segundo o presidente da empresa, Rogério Andrade, esse aumento se deve a uma maior aceitação do mercado do conceito de compartilhamento. “Percebemos que cada vez mais pessoas e empresas encontram no compartilhamento a combinação ideal entre demanda, conforto e custo quando o assunto é voar,” disse.

A Avantto expôs o avião Phenom 300, ideal para voos de curtas e médias distancias. De SP e RJ para as principais capitais latino-americanas sem escalas.

A Algar Aviation levou os dois modelos de turboélices recém-chegados no mercado: o TBM 900, da Daher-Socata, que já está com 5 unidades vendidas pela companhia, e o Piaggio Avanti EVO.

Os visitantes da feira que passaram pelo estande da Algar Aviation puderam conhecer de perto o Piaggio Avanti EVO, aeronave apresentada em maio, na Suíça, durante a EBACE. O modelo traz uma série de atualizações para aumentar a eficiência, reduzir custos operacionais e proporcionar maiores níveis de conforto para os passageiros. Com uma velocidade de 402KTAS, o Avanti EVO apresenta mudanças aerodinâmicas para melhorar sua eficiência, incluindo winglets, escapamento dos motores, nacelles redesenhados e asa dianteira remodelada, o que resultou no aumento de desempenho em subida de 3% e diminuição do ruído interno em 20% em quase 70% o externo.  O Avanti EVO ainda conta com novo trem de pouso de baixa manutenção, novo “steering” digital, iluminação LED interna e externa e é equipado com anti-skid.

O TBM 900 é o outro modelo que foi exposto. Lançado também nesse ano pela Daher-Socata, a aeronave monomotor turboélice mais rápida do mercado possui eficiência de jato, cabine otimizada para passageiros e pilotos e um desempenho superior sem um consequente aumento de consumo. Entre as novidades estão a otimização aerodinâmica por meio de instalação de Winglets, modificações no estabilizador vertical e novo cone de cauda e novo pedestal central que incorporou uma manete única integrando controles de hélice e potência, associado a um novo limitador de torque que possibilita o uso de 850 hp na decolagem. Sua velocidade máxima de cruzeiro foi aumentada para 330 KNOTS a 28 mil pés, e seu alcance máximo foi estendido para 1730 milhas náuticas com cinco passageiros adultos, como resultado da redução do consumo de combustível para apenas 140 Litros por hora de voo.

Foto: Helibras - Piti Reali

Foto: Helibras – Piti Reali

A Helibras expoz em seu estande dois modelos monoturbina para o mercado executivo do Brasil, que integram a gama de aeronaves Airbus Helicopters comercializada no país.
Um deles é a versão mais recente da consagrada família Esquilo, a B3e. Produzida na fábrica da empresa, no sul de Minas Gerais, a evolução agrega tecnologia de ponta no novo painel Garmin, sustentabilidade com o motor ECO e a mesma versatilidade das versões anteriores. A Helibras já entregou mais de 400 unidades do Esquilo no Brasil, um dos modelos mais utilizados no mercado civil, com o diferencial único de financiamento pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES), em 120 meses, através do programa Finame.

Por sua vez, com mais de 50 unidades em operação no país, o modelo EC130 – pertencente à mesma família Esquilo – também conta com a novíssima versão T2 em exposição no estande da empresa. O helicóptero mantém as linhas externas da versão anterior, mas traz 70% da estrutura da célula modificada. O motor mais potente, o Arriel 2D, possibilita ganho de velocidade e tempo nas viagens com extremo conforto a partir do redesenho do interior da cabine.

A modernização da caixa de transmissão principal oferece maior segurança de voo e conforto de pilotagem, propiciados também pelos novos sistemas, como o ativo de controle de vibração, a melhor distribuição da ventilação e desembaçamento, entre outros itens.

“A Helibras segue os pilares de inovação e tecnologia da Airbus Helicopters ao implantar, em seus modelos, diversas melhorias e modernizações para que as aeronaves acompanhem as demandas do exigente mercado executivo”, diz François Arnaud, vice-presidente Comercial e Marketing da Helibras.

Além das aeronaves expostas, durante a feira foram apresentados dois modelos da categoria biturbina. São as evoluções dos helicópteros EC135, chamada T3 ou P3, de acordo com a motorização, e EC145 T2. As novas versões devem chegar ao mercado nacional em 2015.

A feira contou também com forte presença dos aeroportos privados, entre eles o aeroporto de Caçapava, o Aerovale, que esteve com um estande, além do JHSF, localizado em São Roque. Helipark e Helicidade também tiveram estande montado na Labace deste ano. Outras companhias importantes no segmento de aviação executiva como Swissport, Marcia’s Catering,  Sertranding e Banco Bradesco também participaram do evento.

O Helicidade Heliporto esteve presente pelo 5º ano consecutivo e aumentou a participação no evento. Considerado um dos maiores heliportos da América Latina e um dos mais luxuosos do mundo, sendo o mais luxuoso do Brasil, no Helicidade os passageiros contam com sala de espera protegida contra ruídos, climatizada e com cafeteria, restaurante, salas para reuniões, confortáveis suítes para pernoite, estacionamento particular com serviço de manobrista. Na recepção há uma revistaria com os melhores títulos nacionais e internacionais, além de loja de conveniências e caixa eletrônico.

Para os pilotos há uma sala confortável, equipada com televisão a cabo, computadores com acesso à internet, serviços de estação meteorológica e até poltronas de massagem, para os pilotos relaxarem entre um voo e outro. Todos os serviços oferecidos aos passageiros também podem ser usufruídos pelos pilotos.

A Raízen, licenciada da marca Shell no Brasil, lançou o novo programa de relacionamento Shell AeroClass, destinado a pilotos de aeronaves executivas. Um aplicativo de celular será disponibilizado para todos os pilotos cadastrados no Shell AeroClass, permitindo que os usuários agendem seus abastecimentos em qualquer um dos 56 aeroportos espalhados pelo país que a empresa está presente. A ferramenta também possui informações de contato da rede de abastecimento e links para sites de consultas meteorológicas.

O Shell Aeroclass está vinculado ao programa de coalizão da Netpoints, permitindo que o cliente acumule pontos nos atendimentos realizados na rede de aeroportos Shell e em outros estabelecimentos vinculados a Netpoints. O resgate fica mais simples e inclui diversos prêmios como milhas aéreas, eletrônicos, ingressos de cinema, produtos Shell exclusivos e até mesmo combustível em postos Shell para o automóvel do usuário que resgatar o benefício.

Novos  produtos  e  serviços  exclusivos  para  a aviação executiva, como o programa  de  relacionamento  BR Aviation Club e o BR Aviation Card, foram os destaques  da BR Aviation na edição 2014 da Labace. Líder no mercado brasileiro  e  presente em mais de 100 aeroportos em todo o país, a unidade de   negócios   da   Petrobras  Distribuidora   também estreitou  o relacionamento com o trade no evento.

“Estamos  focados  na  conquista  e  na  fidelização de clientes do mercado executivo,  que  consideramos  estratégico.  E a Labace é uma vitrine ideal para  apresentarmos  nosso portifólio”, explica a executiva da BR Aviation, Erica  Saião  Caputo. “Além da maior estrutura operacional, temos expertise técnica e atendimento diferenciado”.

No  programa  de  relacionamento BR Aviation Club, o usuário de produtos BR Aviation (gasolina, QAV, Lubrax Aviation e a linha de limpeza e conservação BR  Aviation  Care)  acumula  pontos  que  podem  ser  trocados por prêmios variados.

Já  o  BR  Aviation  Card  é  um cartão exclusivo que agiliza o processo de compra   e  venda  dos  produtos  e  serviços  de  abastecimento.  Além  de automatizar  o  processo  de  atendimento  (na  própria  pista),  fatura  e cobrança,   o   cliente  executivo  pode  obter  relatórios  personalizados diretamente da internet (www.braviationcard.com.br), com login e senha.

Ao longo dos 3 dias, o evento reuniu milhares de participantes e gerou um volume de negócios considerado um sucesso por seus organizadores. Segundo Eduardo Marson, presidente da ABAG (Associação Brasileira de Aviação Geral), organizadora da Labace 2014, “todos estão de olho no mercado brasileiro, que cresceu mais de 6,4% em tamanho de frota nos últimos anos, além de registar um crescimento de mais de 15% em 12 meses no segmento de jatos”.

More in Eventos

Update Final: As últimas encomendas da Feira de Farnborough, na Inglaterra

Aviação Brasil (Redação)19 de julho de 2016

Embraer E190-E2 faz estreia internacional no Farnborough Airshow

Aviação Brasil (Redação)11 de julho de 2016

1° Simpósio Nacional de Direito Aeronáutico debate avanços e desafios jurídicos da aviação

Aviação Brasil (Redação)31 de março de 2016

Museu da TAM suspende temporariamente suas atividades

Aviação Brasil (Redação)2 de fevereiro de 2016

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806