Aeronaves

P-180 Avanti II: Pássaro italiano prepara ninho no Brasil

P-180 Avanti II: Pássaro italiano prepara ninho no Brasil

Piaggio P-180 Avanti II recebe certificação da ANAC, faz turnê de apresentação, e recebe primeira carta de intenção de compra no Brasil.

Uma das mais belas  aves metálicas já contruídas pelo homem, o Piaggio P-180 Avanti II, recebeu em novembro de 2010 a Certificação de Tipo da ANAC. Na mesma época a Piaggio Aero, realizou uma turnê com uma aeronave por algumas cidades brasileiras, como Recife, Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo (a partir de Jundiaí), demonstrando-a a potenciais clientes.

A Piaggio Aero, fabricante do P-180 Avanti II, é representada no Brasil com exclusividade pela NOAR Aviação, empresa pernambucana que vem investido pesadamente nessa área.

O portal Aviação Brasil já havia entrevistado o Presidente & CEO da Piaggio America e Chief Marketing Officer da Piaggio Aero, Sr. John Bingham, por ocasião da LABACE 2010, em agosto. Agora, após a certificação, Aviação Brasil realizou nova entrevista com o Sr. Bingham, que nos falou diretamente de seu escritório no EUA.

Aviação Brasil: Dado que o P-180 Avanti II foi certificado pela ANAC, quais são os próximos passos programados da Piaggio Aero no mercado brasileiro?
Sr. John Bigham: Iniciar nossas atividades de venda em si nesse mercado em entregar nossa primeira aeronave por aqui.

Aviação Brasil: Parece que a Piaggio Aero já está vendendo seu primeiro P-180 Avanti II para um cliente brasileiro, qual a expectativa de venda do P-180 Avanti II no nosso mercado para 2011?
Sr. John Bigham: Temos visto uma ótima reação mercadológica ao P-180 Avanti II e dessa forma prevemos vendas de uma aeronave a cada trimestre durante 2011.

Aviação Brasil: O P-180 Avanti II é uma alternativa direta ao jatos tipo entry-level da EMBRAER, como a Piaggio Aero está encarando esse desafio de introduzir o P-180 Avanti II no quintal da EMBRAER?
Sr. John Bigham: A EMBRAER faz ótimas aeronaves, mas nos sentimos confiantes que o P-180 Avanti II tem características únicas de venda que o tornarão um grande sucesso no mercado brasileiro, especialmente pelo espaço provido pela enorme cabine da aeronave.

Aviação Brasil: Podemos esperar a particiapação do P180 Avanti II na LABACE 2011?
Sr. John Bigham: Com toda a certeza o P-180 Avanti II estará presente na LABACE 2011 pelo terceiro ano, dado que já estamos com representante e presença no Brasil.

Aviação Brasil: A NOAR pretende abrir centros de manutenção autorizados apenas em Recife? Ou outra localização mais ao sul do país para uma oficina pode ser esperada, dado que o grande mercado se localiza mais nessa parte do Brasil?
Sr. John Bigham: Nosso objetivo inicalmente é abrir 4 centros de manutenção no Brasil assim que vendermos aeronaves e tivermos clientes para eles. Recife, São Paulo, Brasilia e Manaus são as localidades previstas.

Aviação Brasil: E sobre os pilotos para o P-180 Avanti II? Já há alguma academia ou escola de aviação no Brasil que ofereça o Ground School para ele? Se não, a Piaggio Aero está procurando parceiros nesse sentido?
Sr. John Bigham: Nosso treinamento inicial será feito em parceria com a Flight Safety, na Florida (EUA), onde temos dois simuladores completos e onde também oferecemos treinamento técnico.

Sobre o Piaggio Aero Avanti II:
A aeronave chama atenção, inicialmente, por seu design diferente e arrojado. Com linhas claras, bem definidas, que dão noção de modernidade e velocidade. Noções essas que se traduzem em realidade quando se conhece um pouco mais da aeronave e sua performance.
Dentre seus concorrentes, ele gasta 1/3 menos combustível e é o mais ecologicamente correto,  pois é o que menos deixa impressões de carbono.
Atualmente é o turbo-hélice mais rápido em operação (402 kts / 745Kh) – o mesmo que um jatinho de categoria Entry Level – Conta com praticamente 1500 milhas náuticas de alcançe, e teto operacional de 41.000 pés. Não foi à toa que a própria escuderia Ferrari o escolheu como avião corporativo. Sua suíte de aviônicos é a já conhecida e atestada Pro Line 21, e ele é também certificado para voar com apenas um piloto nos países onde é permitido fazê-lo. Seu peso máximo de decolagem é de 12.100 lbs e é impulsinonado por dois motores P&WC PT6A-66B, podendo operar em pistas curtas, onde jatos não o fariam.

_____________________________________

(Fotos: Divulgação Piaggio e Enos Moura)

Aeronaves

More in Aeronaves

Boeing 737-600

Aviação Brasil (Redação)26 de março de 2017

Airbus A319

Aviação Brasil (Redação)26 de março de 2017

Boeing 737 MAX-7

Aviação Brasil (Redação)25 de março de 2017

Boeing 737-700

Aviação Brasil (Redação)25 de março de 2017

Copyright © 2017 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806