P-180 Avanti II: Pássaro italiano prepara ninho no Brasil | Portal Aviação Brasil
Aeronaves

P-180 Avanti II: Pássaro italiano prepara ninho no Brasil

P-180 Avanti II: Pássaro italiano prepara ninho no Brasil

Piaggio P-180 Avanti II recebe certificação da ANAC, faz turnê de apresentação, e recebe primeira carta de intenção de compra no Brasil.

Uma das mais belas  aves metálicas já contruídas pelo homem, o Piaggio P-180 Avanti II, recebeu em novembro de 2010 a Certificação de Tipo da ANAC. Na mesma época a Piaggio Aero, realizou uma turnê com uma aeronave por algumas cidades brasileiras, como Recife, Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo (a partir de Jundiaí), demonstrando-a a potenciais clientes.

A Piaggio Aero, fabricante do P-180 Avanti II, é representada no Brasil com exclusividade pela NOAR Aviação, empresa pernambucana que vem investido pesadamente nessa área.

O portal Aviação Brasil já havia entrevistado o Presidente & CEO da Piaggio America e Chief Marketing Officer da Piaggio Aero, Sr. John Bingham, por ocasião da LABACE 2010, em agosto. Agora, após a certificação, Aviação Brasil realizou nova entrevista com o Sr. Bingham, que nos falou diretamente de seu escritório no EUA.

Aviação Brasil: Dado que o P-180 Avanti II foi certificado pela ANAC, quais são os próximos passos programados da Piaggio Aero no mercado brasileiro?
Sr. John Bigham: Iniciar nossas atividades de venda em si nesse mercado em entregar nossa primeira aeronave por aqui.

Aviação Brasil: Parece que a Piaggio Aero já está vendendo seu primeiro P-180 Avanti II para um cliente brasileiro, qual a expectativa de venda do P-180 Avanti II no nosso mercado para 2011?
Sr. John Bigham: Temos visto uma ótima reação mercadológica ao P-180 Avanti II e dessa forma prevemos vendas de uma aeronave a cada trimestre durante 2011.

Aviação Brasil: O P-180 Avanti II é uma alternativa direta ao jatos tipo entry-level da EMBRAER, como a Piaggio Aero está encarando esse desafio de introduzir o P-180 Avanti II no quintal da EMBRAER?
Sr. John Bigham: A EMBRAER faz ótimas aeronaves, mas nos sentimos confiantes que o P-180 Avanti II tem características únicas de venda que o tornarão um grande sucesso no mercado brasileiro, especialmente pelo espaço provido pela enorme cabine da aeronave.

Aviação Brasil: Podemos esperar a particiapação do P180 Avanti II na LABACE 2011?
Sr. John Bigham: Com toda a certeza o P-180 Avanti II estará presente na LABACE 2011 pelo terceiro ano, dado que já estamos com representante e presença no Brasil.

Aviação Brasil: A NOAR pretende abrir centros de manutenção autorizados apenas em Recife? Ou outra localização mais ao sul do país para uma oficina pode ser esperada, dado que o grande mercado se localiza mais nessa parte do Brasil?
Sr. John Bigham: Nosso objetivo inicalmente é abrir 4 centros de manutenção no Brasil assim que vendermos aeronaves e tivermos clientes para eles. Recife, São Paulo, Brasilia e Manaus são as localidades previstas.

Aviação Brasil: E sobre os pilotos para o P-180 Avanti II? Já há alguma academia ou escola de aviação no Brasil que ofereça o Ground School para ele? Se não, a Piaggio Aero está procurando parceiros nesse sentido?
Sr. John Bigham: Nosso treinamento inicial será feito em parceria com a Flight Safety, na Florida (EUA), onde temos dois simuladores completos e onde também oferecemos treinamento técnico.

Sobre o Piaggio Aero Avanti II:
A aeronave chama atenção, inicialmente, por seu design diferente e arrojado. Com linhas claras, bem definidas, que dão noção de modernidade e velocidade. Noções essas que se traduzem em realidade quando se conhece um pouco mais da aeronave e sua performance.
Dentre seus concorrentes, ele gasta 1/3 menos combustível e é o mais ecologicamente correto,  pois é o que menos deixa impressões de carbono.
Atualmente é o turbo-hélice mais rápido em operação (402 kts / 745Kh) – o mesmo que um jatinho de categoria Entry Level – Conta com praticamente 1500 milhas náuticas de alcançe, e teto operacional de 41.000 pés. Não foi à toa que a própria escuderia Ferrari o escolheu como avião corporativo. Sua suíte de aviônicos é a já conhecida e atestada Pro Line 21, e ele é também certificado para voar com apenas um piloto nos países onde é permitido fazê-lo. Seu peso máximo de decolagem é de 12.100 lbs e é impulsinonado por dois motores P&WC PT6A-66B, podendo operar em pistas curtas, onde jatos não o fariam.

_____________________________________

(Fotos: Divulgação Piaggio e Enos Moura)

Aeronaves

More in Aeronaves

Airbus A310

Aviação Brasil (Redação)24 de março de 2017

Airbus A300

Aviação Brasil (Redação)23 de março de 2017

Mitsubishi MRJ90

Aviação Brasil (Redação)23 de março de 2017

Mitsubishi MRJ70

Aviação Brasil (Redação)23 de março de 2017

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806