Pesquisa da SITA aponta queda nas taxas de extravio de bagagens | Portal Aviação Brasil
Notícias

Pesquisa da SITA aponta queda nas taxas de extravio de bagagens

Pesquisa da SITA aponta queda nas taxas de extravio de bagagens
Foto Eleita para a Série: Enos Moura Filho (SBGR)

Foto: Enos Moura Filho (SBGR)

Segundo o 9ª SITA Baggage Report, o manuseio de bagagens no setor aéreo registrou uma queda de 1,78% nas taxas de extravio de malas em todo o mundo. Em 2012, 8,83 bagagens a cada mil passageiros foram extraviadas, contra 8,99 em 2011. A indústria de transporte aéreo conseguiu obter esta melhoria, mesmo com um aumento de 4,5% no número de passageiros, que chegou a 2,950 bilhões; com um volume maior de passageiros, inevitavelmente, cresce a pressão sobre a operação da bagagem.

Uma área da indústria aérea está concentrada em melhorar as transferências de bagagens entre os voos. Este é, tradicionalmente, um ‘ponto delicado’ no processo de manuseio de bagagens e também a principal causa de atraso dos voos. Em 2012, a pesquisa da SITA apontou uma melhora na transferência de bagagem, com uma queda de 9%. Este é o resultado do investimento de companhias aéreas e aeroportos em processos e sistemas para tornar o tratamento de bagagens mais rápido e eficiente.

Francesco Violante, CEO da SITA, diz: “A indústria tem feito um grande esforço para melhorar as operações de tratamento de bagagens, através de um investimento significativo e inovação. Nos últimos seis anos, a taxa de extravio de bagagens por mil passageiros caiu 53,2%, tendo gerado uma economia de U$ 2,1 bilhões. Mas ainda há trabalho a ser feito, pois qualquer bagagem extraviada é indesejável; a tendência mostra que nossos esforços de colaboração para melhorar o tratamento de bagagens foram fundamentais para o benefício dos passageiros e das companhias aéreas.”

Um caso de extravio é definido como bagagem despachada que está atrasada, danificada, roubada ou perdida. Em 2012, 26,04 milhões de malas foram extraviadas. O atraso na entrega das malas representa 82,9% do total de bagagens extraviadas, porcentagem menor que a registrada em 2011. Furtos e danos representaram 12,9%, enquanto 4,2% das bagagens foram declaradas perdidas ou roubadas.

De acordo com Violante, “a gestão eficaz de bagagens desempenha um papel importante na melhoria da satisfação dos passageiros, além de contribuir para a experiência global dos mesmos. Como o número de passageiros deve chegar a mais de 3,6 bilhões até 2016, precisamos continuar a trabalhar em conjunto para melhorar as operações de manuseio de bagagem.

Na SITA, estamos investindo, constantemente, em novas tecnologias para atender às necessidades dos passageiros e garantir que os nossos parceiros da indústria tenham as melhores ferramentas de monitoramento de bagagens disponíveis. Por exemplo, o SITA BagSmart fornece um aviso de prevenção para malas perdidas, ajudando a reduzir em até 60% o extravio de bagagens durante a sua transferência e, com isso, podemos evitar os atrasos relacionados às bagagens.”

Há mais de 20 anos, a SITA tem sido líder em rastreamento de bagagens e soluções de acompanhamento para a indústria aérea. Hoje, mais de 125 aeroportos e 500 companhias aéreas no mundo utilizam suas soluções de gerenciamento de bagagens. Ao facilitar a comunicação entre companhias aéreas, equipes de terra locais e o sistema de recuperação de bagagens, a SITA garante que as malas cheguem aos seus destinos corretos. Em 2012, o BagMessage system, desenvolvido pela SITA, entregou mais de 1,5 bilhão de mensagens para sistemas de controle de embarque das companhias aéreas e sistemas automatizados de bagagem. E mais de 2.200 aeroportos utilizaram o WorldTracer, que rastreia milhões de bagagens em todo o mundo a cada ano.

Notícias

More in Notícias

Embraer atinge metas com entrega de 108 jatos comerciais e 117 executivos em 2016

Aviação Brasil (Redação)13 de janeiro de 2017

Airbus bate metas para 2016

Aviação Brasil (Redação)13 de janeiro de 2017

Royal Air Maroc faz ajustes em voos no Brasil

Aviação Brasil (Redação)13 de janeiro de 2017

Azul fará Recife – Mossoró com ATR 72-600

Aviação Brasil (Redação)12 de janeiro de 2017

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806