Previsão da Honeywell Global Business Aviation indica crescimento de até 4% anual na indústria para a próxima década | Portal Aviação Brasil
Notícias

Previsão da Honeywell Global Business Aviation indica crescimento de até 4% anual na indústria para a próxima década

Previsão da Honeywell Global Business Aviation indica crescimento de até 4% anual na indústria para a próxima década

Hawker 4000

Em sua 21ª Perspectiva Anual de Negócios de Aviação, a Honeywell  está prevendo cerca de 10 mil entregas de novos jatos executivos no valor de cerca de US$ 250 bilhões entre 2012 a 2022. O levantamento feito pela Honeywell reflete um aumento de aproximadamente 9% nos valores de entregas projetadas em comparação com a previsão de 2011. Os ganhos previstos são provenientes dos aumentos de preços e de uma mudança na escolha dos modelos de jatos executivos, que reflete uma tendência contínua por modelos maiores.

A Honeywell espera para 2012 entregas de aproximadamente 680 a 720 novos jatos executivos, um aumento de um dígito em relação aos níveis registrados no ano passado.

“Os valores totais do próximo ano estão previstos para serem de magnitude similar, refletindo a natureza prolongada da recuperação econômica global”, disse Rob Wilson, presidente da Honeywell Business and General Aviation. “No médio prazo, um retorno às condições históricas de crescimento apoiado pela globalização, pela criação de riquezas, em países em desenvolvimento e pelo desenvolvimento de novas aeronaves deverá impulsionar novos pedidos de aeronaves e apoiar o crescimento acelerado iniciado em meados da década. Apesar dos desafios econômicos que nossa indústria tem lidado durante os últimos 40 meses, acreditamos que algum progresso está sendo feito”.

Resultados da Pesquisa

Em seu último levantamento, a Honeywell revelou que cerca de 30% das operadoras entrevistadas têm planos de comprar um novo jato de negócios ao longo dos próximos cinco anos, quer seja para fins de substituição ou para adição à sua atual frota. Este nível de interesse tem sido em grande parte estável nos últimos três ciclos de pesquisa e pode ser favoravelmente comparado com o resultado de 25% ou menos que eram padrões até 2006, mas abaixo do pico de 40% em 2009. Este ano, cerca de 20% daquelas com planos de comprar um novo jato de negócios tem a intenção de fazê-lo até 2013, com uma proporção semelhante planejando a compra para 2014 e 2015. A pesquisa não atribui anos específicos além de 2015. Este resultado é semelhante ao do ano passado e conduz a um nível relativamente estável de demanda projetada no curto prazo.

Maiores expectativas de compra continuam sobre grandes aeronaves, indicando que elas irão representar a maior parte do valor faturado de agora até 2022. Esta classe de jatos executivos está prevista para refletir quase 70% de todos os gastos com novos jatos executivos. O crescimento do volume de agora até 2022 também será representado por essa classe de aeronave, refletindo mais de um terço das unidades adicionais e dois terços do valor de venda adicional.

“A tendência com expectativas cada vez maiores ante aeronaves de grandes cabines e aviônicos avançados continua a refletir na pesquisa deste ano”, disse Rob Wilson, presidente da Honeywell Business and General Aviation. “Como fornecedor para todo o espectro da indústria, a Honeywell tem sido bem sucedida na construção de fortes níveis de conteúdo na maioria dos populares aviões supermidsize e aeronaves maiores em produção ou programadas para entrar em serviço nos próximos anos.”

“A pesquisa da Honeywell sobre operadoras tem sido uma ferramenta de valor inestimável para a indústria ao longo das últimas duas décadas”, explicou Carl Esposito, vice-presidente de marketing e gestão de produtos da Honeywell Aeroespacial. “A perspectiva anual tem contribuído para orientar nosso próprio processo de decisão do produto que tem conduzido investimentos focados como o de projetar e desenvolver ofertas de propulsão otimizada, upgrades de eficiência de voo, inovadores produtos de segurança e serviços aprimorados.”

•Quase 10.000 entregas de novos jatos executivos avaliados em US $250 bilhões estão previstas até 2022
•Os valores das aeronaves descritos na pesquisa apontam um aumento de 9% sobre os níveis de 2011
•Valor da previsão de entregas de aeronaves é de 9% acima dos níveis de 2011
•30% dos compradores pretendem substituir ou adquirir novas aeronaves nos próximos cinco anos
•Os planos de compra dos países “BRIC” lideram todas as regiões do mundo
•Jatos com grandes cabines somam mais de 40% dos planos de novas compras
•A pesquisa aponta a continuação de um modesto crescimento ao longo dos próximos dois a três anos

Detalhes regionais de compra

A Honeywell focou primeiramente os países do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) no ano passado. Em 2011, esses resultados conduziram a pesquisa com 50% dos entrevistados relatando planos de aquisição. Desde então houve uma redução para 46%, mas com um perfil estável. Enquanto no ano passado menos de um terço das compras do BRIC foram planejadas para acontecer dentro de dois anos, este ano, mais de 40% dos entrevistados disseram que pretendiam iniciar a atividade de compra durante os próximos dois anos. Alguns sinais de incerteza sobre as condições de negócios aparecem no perfil do grupo, com um aumento acentuado das compras não atribuídas a um ano específico ou colocadas pelo padrão em 2017.

Juntos, os resultados de mercados emergentes de países do BRIC refletem um ligeiro entusiasmo em relação há um ano, mas ainda são bastante forte quando comparado com outras regiões, ou com resultados acumulados nos mais de 20 anos em que a Honeywell vem conduzindo esta pesquisa.

Os resultados da pesquisa na América Latina indicam que 39% das operadoras têm planos de adquirir um novo jato, o que é uma melhora sobre os 32% do ano passado. Além disso, as aquisições planejadas são mais concentradas no início do período do que a média mundial, com quase 70% das compras da região previstas para acontecer dentro dos três primeiros anos do período de estudo. Tal como acontece com o mercado da Ásia-Pacífico, o preenchimento do final parece ter diminuído, ainda que em menor grau. Como resultado da melhoria dos níveis de planos de compra, a participação da América Latina na demanda total projetada aumentou quase cinco pontos desde o ano passado para 18%.

Metodologia

A metodologia da pesquisa feita pela Honeywell foi baseada em múltiplas fontes, incluindo, mas não limitado a análises macroeconômicas, desenvolvimento de planos compartilhados com a empresa de fabricantes de equipamentos originais e as deliberações de especialistas do setor aeroespacial. Como sua característica mais marcante, a Honeywell também aproveitou informações coletadas a partir de entrevistas realizadas durante o ciclo de previsão com mais de 1.500 operadoras de jatos executivos em todo o mundo. A amostra da pesquisa é representativa de toda a indústria em termos de operação, geografia e composição da frota. Esta abrangente abordagem fornecida pela Honeywell com uma visão única sobre os sentimentos, preferências e preocupações das operadoras e fornece visões importantes para as necessidades e oportunidades de desenvolvimento de produtos.

Com sede em Phoenix, Arizona, o setor aeroespacial da Honeywell é líder global de sistemas integrados de aviônicos, motores e soluções de serviços para fabricantes de aeronaves, companhias aéreas, aviação geral e comercial, espacial, militares e operações aeroportuárias.

Este comunicado contém certas declarações que podem ser consideradas “declarações antecipadas” dentro do significado da Seção 21E do Securities Exchange Act de 1934. Todas as declarações, além das declarações de fatos históricos, que enfoquem atividades, eventos ou desenvolvimentos que nós, ou nossa administração pretende, espera, projeta, acredita ou antecipa que irá, ou poderá ocorrer no futuro, são declarações prospectivas. Tais declarações são baseadas suposições e análises feitas pela nossa gestão à luz de sua experiência e sua percepção das tendências históricas, das atuais condições econômicas e da indústria, além dos desenvolvimentos futuros esperados e outros fatores que acreditam ser apropriados. As declarações prospectivas incluídas neste comunicado também estão sujeitas a vários riscos e incertezas, incluindo, mas não limitados, a fatores econômicos, competitivos, governamentais e tecnológicos que afetam nossas operações, mercados, produtos, serviços e preços. Tais declarações prospectivas não são garantias de desempenho futuro e os resultados reais, desenvolvimentos e decisões de negócio poderão diferir dos previstos por tais declarações prospectivas.

Notícias

More in Notícias

Seja um projetista da Embraer

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

O potencial dos aeroportos leiloados de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Quarto protótipo do Embraer E190-E2 realiza voo e avança na certificação

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Aeroporto de São Luís ganha nova sala de embarque

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806