Fabricantes

Roll-Royce revela próximas gerações de motores

Roll-Royce revela próximas gerações de motores

RR novos motores

A Rolls-Royce revelou detalhes da sua próxima geração de motores, que deve estar pronta dentro de dez anos, exibindo uma série de inovações tecnológica projetadas para transformar e aprimorar desempenho.

O Grupo britânico construiu uma posição de liderança tecnológica com os motores Trent. O XWB, o mais recente deles, é hoje o mais eficiente motor em serviço. Os equipamentos da família Trent ainda continuarão no mercado por décadas. Atualmente, são 2.500 em serviço e mais de 2.500 encomendados.

O Grupo inova continuamente e, como parte desse processo, está apostando no sucesso da família Trent, para lançar duas novas gerações de design de motores.

O Advance, o primeiro dessa nova geração, reduzirá a queima de combustível e as emissões de CO2 em pelo menos 20% quando comparado à primeira geração do motor Trent e deve ficar pronto até o final desta década. Já o UltraFan™, um sistema de hélices variáveis, é baseado em uma tecnologia que poderá entrar em serviço até 2025, levando para até 25% o índice de redução da queima de combustível e emissões em relação a outros motores similares.

O presidente da Rolls-Royce para a América do Sul, Francisco Itzaina, explicou que os novos designs de motores são frutos da implementação de contínuos programas de tecnologia. Ainda de acordo com o executivo, os equipamentos são projetados para fornecer aos clientes de aviação exatamente o que eles necessitam: maior eficiência no consumo de combustível, confiabilidade e desempenho ambiental.

“Como inovadores, não podemos nunca estagnar nosso trabalho, mesmo quando temos a liderança do mercado. Nossos horizontes se expandiram ao longo das décadas e acumulamos uma série de tecnologias para atender as necessidades dos nossos clientes. Estou certo de que nossa estratégia de novas gerações nos auxiliará a impulsionar o futuro global da aviação”, acrescentou Itzaina.

Ambos os projetos são resultado de um forte investimento em pesquisa e desenvolvimento, de aproximadamente R$ 3,9 bilhões* por ano,  que a Rolls-Royce faz em seus negócios aeroespaciais e não aeroespaciais.

Os designs contarão com o melhor da arquitetura e tecnologia, todos em um estágio avançado de desenvolvimento, que incluem:

·         A nova estrutura central do motor – entregar o máximo de eficiência na queima de combustível e redução de emissões.

·         Sistema Fan CTi –  pás de carbono/titânio e uma cobertura de composto que reduz o peso em até 1.500lb por aeronave, o equivalente a carregar mais sete passageiros sem custos.

·         Avançados compósitos de matriz de cerâmica – componentes resistentes ao calor que operam mais efetivamente em turbinas com altas temperaturas.

·         O design de hélices variáveis do UltraFan™, vai fornecer um aumento eficiente na potência do empuxo e na alta da taxa de derivação para os motores no futuro.

Além disso, a Rolls-Royce desenvolveu e testou tecnologias para apoiar o conceito de motor Rotor Aberto e está preparada para amadurecê-los, caso haja uma demanda do mercado para o produto.

Fabricantes

More in Fabricantes

Embraer entrega 18 jatos comerciais no 1º trimestre de 2017

Aviação Brasil (Redação)13 de abril de 2017

Embraer recebe clientes para celebrar 20 anos de operação do jato ERJ 145

Aviação Brasil (Redação)12 de abril de 2017

Embraer escolhe Panasonic para soluções de IFE para o E-Jets E2

Aviação Brasil (Redação)5 de abril de 2017

Frota da América Latina deve dobrar durante os próximos 20 anos

Aviação Brasil (Redação)29 de março de 2017

Copyright © 2017 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806