Roll-Royce revela próximas gerações de motores | Portal Aviação Brasil
Fabricantes

Roll-Royce revela próximas gerações de motores

Roll-Royce revela próximas gerações de motores

RR novos motores

A Rolls-Royce revelou detalhes da sua próxima geração de motores, que deve estar pronta dentro de dez anos, exibindo uma série de inovações tecnológica projetadas para transformar e aprimorar desempenho.

O Grupo britânico construiu uma posição de liderança tecnológica com os motores Trent. O XWB, o mais recente deles, é hoje o mais eficiente motor em serviço. Os equipamentos da família Trent ainda continuarão no mercado por décadas. Atualmente, são 2.500 em serviço e mais de 2.500 encomendados.

O Grupo inova continuamente e, como parte desse processo, está apostando no sucesso da família Trent, para lançar duas novas gerações de design de motores.

O Advance, o primeiro dessa nova geração, reduzirá a queima de combustível e as emissões de CO2 em pelo menos 20% quando comparado à primeira geração do motor Trent e deve ficar pronto até o final desta década. Já o UltraFan™, um sistema de hélices variáveis, é baseado em uma tecnologia que poderá entrar em serviço até 2025, levando para até 25% o índice de redução da queima de combustível e emissões em relação a outros motores similares.

O presidente da Rolls-Royce para a América do Sul, Francisco Itzaina, explicou que os novos designs de motores são frutos da implementação de contínuos programas de tecnologia. Ainda de acordo com o executivo, os equipamentos são projetados para fornecer aos clientes de aviação exatamente o que eles necessitam: maior eficiência no consumo de combustível, confiabilidade e desempenho ambiental.

“Como inovadores, não podemos nunca estagnar nosso trabalho, mesmo quando temos a liderança do mercado. Nossos horizontes se expandiram ao longo das décadas e acumulamos uma série de tecnologias para atender as necessidades dos nossos clientes. Estou certo de que nossa estratégia de novas gerações nos auxiliará a impulsionar o futuro global da aviação”, acrescentou Itzaina.

Ambos os projetos são resultado de um forte investimento em pesquisa e desenvolvimento, de aproximadamente R$ 3,9 bilhões* por ano,  que a Rolls-Royce faz em seus negócios aeroespaciais e não aeroespaciais.

Os designs contarão com o melhor da arquitetura e tecnologia, todos em um estágio avançado de desenvolvimento, que incluem:

·         A nova estrutura central do motor – entregar o máximo de eficiência na queima de combustível e redução de emissões.

·         Sistema Fan CTi –  pás de carbono/titânio e uma cobertura de composto que reduz o peso em até 1.500lb por aeronave, o equivalente a carregar mais sete passageiros sem custos.

·         Avançados compósitos de matriz de cerâmica – componentes resistentes ao calor que operam mais efetivamente em turbinas com altas temperaturas.

·         O design de hélices variáveis do UltraFan™, vai fornecer um aumento eficiente na potência do empuxo e na alta da taxa de derivação para os motores no futuro.

Além disso, a Rolls-Royce desenvolveu e testou tecnologias para apoiar o conceito de motor Rotor Aberto e está preparada para amadurecê-los, caso haja uma demanda do mercado para o produto.

Fabricantes

More in Fabricantes

Seja um projetista da Embraer

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Quarto protótipo do Embraer E190-E2 realiza voo e avança na certificação

Aviação Brasil (Redação)22 de março de 2017

Embraer 2016…e o que a companhia espera para 2017 no segmento comercial

Aviação Brasil (Redação)9 de março de 2017

Azul será o primeiro cliente a operar o jato Embraer E195-E2

Aviação Brasil (Redação)9 de março de 2017

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806