Software da Siemens é usado para análise estrutural do A350XWB | Portal Aviação Brasil
Fabricantes

Software da Siemens é usado para análise estrutural do A350XWB

Software da Siemens é usado para análise estrutural do A350XWB

A350XWB Fuselage

O software da LMS, uma unidade de negócios da Siemens, está desempenhando um papel importante no processo de análise estrutural do A350-900, resultando na ampliação do uso do software em outros projetos da Airbus. A empresa de aviões criou um ambiente comum de análise de tensão baseada no LMS Samtech Caesam, uma das soluções de software CAE da Siemens. Para o desenvolvimento e certificação estrutural do A350-900, o LMS Caesam forneceu a base para a entrega de métodos harmonizados da Airbus para mais de 2000 engenheiros de stress espalhados em mais de 50 fornecedores ao redor do mundo. O LMS Caesam proporciona um único framework que integra todos os processos, métodos, ferramentas e bibliotecas de dados da Airbus, substituindo mais de 400 ferramentas.

O A350-900, parte da família A350 XWB, é a primeira aeronave da Airbus desenvolvida utilizando o ambiente comum da empresa conhecido como ISAMI (Melhoria da Análise Estrutural através da Integração Multidisciplinar). O ISAMI garante consistência na análise estrutural do A350 e em seu processo de certificação. O ISAMI é baseado no framework LMS Caesam, que faz parte da suíte de soluções de simulação LMS Samtech.

O framework LMS Caesam tem ajudado a Airbus a enfrentar seus três principais desafios na análise da estrutura: a harmonização, a automação e a entrega. Ele gerencia e automatiza processos de engenharia para o cálculo de margem de segurança, proporcionando substancial economia de tempo e custo, gerando benefícios ao longo de todo o ciclo do projeto. O framework permite a integração dos processos e das ferramentas de dimensionamento de maneira harmonizada, capitalizando o know-how da empresa. Além disso, o LMS Caesam é feito sob medida para ajudar os fabricantes do setor aeroespacial a gerenciar fluxos de trabalho de análise estrutural que resultam da crescente cadeia de fornecimento global.

Como resultado do sucesso da plataforma LMS Caesam com o ISAMI, seu uso foi estendido agora para realizar o dimensionamento estrutural detalhado e a certificação para o A350-1000 e o A320neo. Além disso, a Airbus – juntamente com a unidade de negócios LMS da Siemens – desenvolveu uma nova ferramenta para ajudar a estimar o peso da aeronave no início do processo de desenvolvimento. Também baseado no LMS Caesam, o PRESTO (pré-dimensionamento de Estruturas para trade-offs) é usado pela Airbus no dimensionamento preliminar da aeronave. O uso do Presto no A350-1000 já resultou em uma economia de tempo significativa em relação ao método anterior.

Fabricantes

More in Fabricantes

Embraer atinge metas com entrega de 108 jatos comerciais e 117 executivos em 2016

Aviação Brasil (Redação)13 de janeiro de 2017

Airbus bate metas para 2016

Aviação Brasil (Redação)13 de janeiro de 2017

Air France recebe seu primeiro Boeing 787-900

Aviação Brasil (Redação)5 de dezembro de 2016

South African Airways recebe seu primeiro Airbus A330-300

Aviação Brasil (Redação)5 de dezembro de 2016

Copyright © 2016 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806