Desempenho Operacional

TAP bate recordes de transporte e resultado

TAP bate recordes de transporte e resultado

Foto: Enos Moura Filho

A TAP registou, no terceiro trimestre de 2012 (julho, agosto e setembro), um resultado líquido de 102.315 milhões de euros, o que traduz um aumento de 21% face aos 84.566 milhões apurados em igual período de 2011. Trata-se do melhor trimestre de sempre da história da TAP, o que ganha maior relevância quando se verifica que o preço dos combustíveis continuou a subir de forma significativa.

Estes números são consequência do bom desempenho operacional da TAP e confirmam o maior peso do segundo semestre nos resultados anuais, fruto da influência da sazonalidade dos mercados da companhia.

Neste período a companhia transportou 3.110.344 passageiros, tendo, pela primeira vez na sua história ultrapassado um milhão em cada um dos meses. O maior destaque vai para agosto que com 1.071.255 passageiros foi o melhor mês de sempre.

Para o presidente da TAP, Fernando Pinto, este desempenho confirma a “capacidade de adaptação e eficiência que hoje caracterizam a empresa”.

“O fato de mais de dois terços das receitas serem geradas no estrangeiro, e de a nossa rede abranger diferentes pontos do globo, desde o Leste Europeu de Leste, a África, passando pelas Américas, permite-nos maiores defesas em relação a perturbações pontuais neste ou naquele mercado específico” – sublinhou.

Entre os mercados que mais cresceram, contribuindo para esta sucessão de recordes, destaca-se a Europa, em especial o Reino Unido, Bélgica/Luxemburgo, Alemanha, Escandinávia e o conjunto dos países de Leste. Bucareste, a última aposta da companhia teve um ótimo início. Destaque ainda para os Estados Unidos com um crescimento de 22%, revelando o sucesso da aposta em Miami.

Em termos acumulados, nos primeiros nove meses do ano, a TAP transportou 7.817.047 passageiros, mais 4,1% que no mesmo período de 2011, o que constitui igualmente um recorde absoluto na vida da companhia. Ao mesmo tempo, a TAP dá um contributo determinante para que o tráfego global seja positivo nos aeroportos nacionais (+1,4%).

Este resultado deu um contributo decisivo para que também os resultados do Grupo TAP neste trimestre tenham sido os melhores de sempre. No acumulado dos 3 meses foi atingido um resultado positivo de 89.718 milhões, o que representa uma melhoria de 29% face a igual período do ano anterior.

A Groundforce teve um resultado positivo de 1,1 milhões, o que significa uma melhoria de 84%, enquanto a M&E Brasil, mantendo ainda um resultado negativo de 13.696 milhões, melhor em 12% do que no período homólogo de 2011, continuando a trajetória de recuperação já manifestada em 2011.

Desempenho Operacional

More in Desempenho Operacional

Passageiros transportados do Brasil para o Exterior no primeiro trimestre

Aviação Brasil (Redação)3 de maio de 2017

Os 3 primeiros meses de 2017 para as empresas nacionais de transporte aéreo

Aviação Brasil (Redação)1 de maio de 2017

Azul é aérea mais pontual e única quatro estrelas da América do Sul pela OAG

Aviação Brasil (Redação)26 de abril de 2017

Latam – Maiores ofertas e aproveitamento de voos (Janeiro de 2017)

Aviação Brasil (Redação)20 de março de 2017

Copyright © 2017 Aviação Brasil - AB Portais e Serviços em Tecnologia da Informação - (11) 2594-9806