Qatar Airways (Qatar)

Companhia fundada em 1994, a Qatar Airways transportou 19.4 milhões de passageiros em 2013, número 10.9% maior que em 2012, com 75,1% de aproveitamento. Neste período aumentou a oferta de assentos em quase 14%.  Opera diariamente no Brasil o trecho Doha – Guarulhos – Buenos Aires, com Boeing 777-200ER.

A Qatar Airways é uma das histórias de sucesso da aviação. Desde seu relançamento em 1997, a Qatar Airways alcançou crescimento vertiginoso em destinos oferecidos, tamanho da frota e número de passageiros. Com apenas quatro aeronaves em 1997, a companhia aumentou sua frota para 28 aeronaves em 2003, atingindo o marco de 50 aeronaves em outubro de 2006. Atualmente sua frota é composta por 02 Airbus A319-100, 31 Airbus A320-200  + 25 encomendados, 09 Airbus A321-200 , 19 Airbus A330-200 , 13 Airbus A330-300 , 04 Airbus A340-600 , 80 Airbus A350XWB encomendados, 05 Airbus A380 encomendados, 09 Boeing 777-2DZLR, 26 Boeing 777-3DZER + 15 encomendados, 06 Boeing 777-FDZ (Cargo) + 4 encomendados, 50 Boeing 777-9X encomendados e 14 Boeing 787-8 + 44 encomendados.

A partir de seu centro, em Doha, capital do Qatar, a companhia desenvolveu uma rede global de destinos, cobrindo a Europa, o Oriente Médio, a África, o Sul da Ásia, a América do Norte e a região da Ásia – Pacífico. Em março de 2009, a Qatar Airways lançou o voo mais longo em sua rede global – voos diários de Doha para Houston, seu terceiro destino nos EUA – com duração de 17 horas, um dos mais longos voos diretos do mundo.

Em 24 de junho de 2010 iniciou voos para São Paulo em um momento que já era destaque mundial, recebendo prêmios de a terceira melhor companhia aérea do mundo na pesquisa anual de passageiros Skytrax daquele ano, em pesquisa que contou com a participação de mais de 18 milhões de viajantes. A companhia venceu muitos prêmios, incluindo Melhor Classe Executiva do Mundo.

A Qatar Airways foi a primeira companhia aérea do mundo a ser aprovada na Auditoria de Segurança Operacional da Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) com um máximo de 100 por cento de conformidade em 2003, sendo aprovada novamente no teste durante o período de renovação em 2005, 2007 e 2009.