Trip Linhas Aéreas assina protocolo de intenções em Cuiabá

Filed under Notícias, Novos Voos, Últimas Noticias

O secretario de indústria e comércio, Pedro Nadaf, e a secretária de turismo, Teté Bezerra, ao lado do diretor financeiro e relações com investidores, CFO, Marcello Iannalfo e o diretor institucional da Trip Linhas Aéreas, Victor Celestino, reuniram-se na SICME para a assinatura de um Protocolo de Intenções. A companhia pretende ampliar sua malha de voos na região a partir da concessão de incentivo fiscal de redução da alíquota do ICMS de querosene adquirida no Estado.

Além das autoridades do Estado do Mato Grosso e dos executivos da empresa aérea, estiveram presentes representantes das prefeituras de Água Boa; Barra do Garças; Juara; Juína; Lucas do Rio Verde; Matupá; Sinop e Tangará da Serra.

Um dos objetivos iniciais da Trip é viabilizar rotas economicamente viáveis para localidades como Barra do Garças e Matupá, respectivamente no leste e extremo norte, a medida que estas tenham sua infraestrutura aeroportuária adequada. “Temos muito interesse em continuar investindo em nossa malha, e, para isso, é necessário uma sinergia de todas as partes – governo e iniciativa privada – que juntas são capazes de viabilizar a expansão”, ressalta Victor Rafael Celestino, diretor de relações institucionais da Trip Linhas Aéreas.

“O incentivo fiscal de redução da alíquota do ICMS na compra de querosene para aviação dentro do Estado irá impulsionar a nossa expansão no Mato Grosso e beneficiar, não só os mato-grossenses, mas passageiros que buscam a região para turismo e negócios”, completa Celestino.

No Estado, a Trip já opera nos aeroportos de Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta e, a partir desses locais, é possível conhecer outros mais de 80 destinos que a companhia atua, por meio de voos diretos e conexões.  ‘Acreditamos muito no potencial econômico e turístico do Mato Grosso, na sua necessidade por conexão intra-estadual e com as demais regiões do País e ficamos satisfeitos em poder viabilizar esses trajetos’, conclui o diretor de relações institucionais.