Aeroporto de Congonhas terá Sistema de Pouso por Instrumento mais moderno

278

O novo ILS-Cat 1 – equipamento que viabiliza o pouso de precisão por instrumento, muito útil nas ocasiões de mau tempo, pouca visibilidade ou teto baixo – elevará ainda mais a confiabilidade e segurança do aeroporto paulistano. Mais moderno, agregará também novas funcionalidades como a capacidade de supervisão técnica à distância, outrora inexistente, que possibilitará às equipes de manutenção de terra o acompanhamento “on line” do status operacional do equipamento, bem como a realização de ajustes dos seus parâmetros remotamente.

A equipe da CISCEA inicia os trabalhos para a instalação do novo sistema já no início deste mês. Para interferir o mínimo possível no cotidiano de operações do segundo aeroporto mais movimentado do País, atuando no menor tempo possível, os especialistas efetuaram uma análise do histórico da meteorologia da cidade de São Paulo, de forma a definir o período do ano com melhores condições climáticas, e aproveitarão ao máximo a infraestrutura de apoio já existente “vamos aproveitar o que for possível: a torre do localizer, a rede de dutos, base, posições etc” afirmou Cláudio Macedo, Gerente de projetos da CISCEA.

Durante a substituição dos sistemas, entre os meses de março e maio, quando o ILS estará inoperante, o aeroporto utilizará o procedimento de aproximação por GPS BARO VNAV. A técnica é um dos novos procedimentos de navegação aérea baseada em satélites, provenientes da implementação do moderno conceito CNS/ATM, que vem sendo adotado em escala mundial, sob o acompanhamento da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). Embora empregado inicialmente para suprir as demandas particulares de Congonhas, durante o período da substituição do ILS, os procedimentos BARO VNAV passarão, em breve, a serem executados também em muitos outros aeroportos brasileiros.

No que diz respeito aos usuários, atualmente, a grande maioria das aeronaves, como as de companhias aéreas comerciais, estão habilitadas para a realidade da navegação por GPS. Algumas aeronaves particulares, porém, que ainda não possuem a tecnologia embarcada, utilizarão os sistemas em operação para o pouso no aeroporto, durante o período.

Com o novo ILS-Cat 1 de Congonhas, previsto para entrar em operação ao final de maio, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) – órgão ao qual a CISCEA é subordinada – mantém a regularidade da atualização e aprimoramento de seus sistemas de auxílio à navegação aérea, restringindo ao máximo a possibilidade de inoperância por parte de algum equipamento.

O aeroporto paulistano, por sua vez, dono de uma das pistas mais movimentadas do transporte aéreo da América Latina, não só estará mais apto à realização dos pousos por instrumentos, como também será o primeiro aeroporto brasileiro certificado para a execução dos modernos procedimentos de aproximação e pouso por satélite BARO VNAV.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Comunicação Social (ASCOM / DECEA) – São Paulo/SP

Publicidade