Air Canada Brasil supera taxa de ocupação global da empresa em maio de 2008

123

Com uma taxa de ocupação de 86% no mês de maio de 2008, a Air Canada Brasil superou o índice global de 83.2% registrado pela empresa no período. O excelente desempenho do mercado brasileiro está sendo comemorado pela companhia, que em maio de 2007 registrou um load factor de 78% no destino, contra o percentual global de 82.9%.

Em maio o sistema de tráfego, em uma base consolidada da Air Canada e da Jazz, cresceu em 4.5% sobre um incremento de 4% da capacidade. Este resultado é um recorde de load factor para o mês.

De acordo com o cálculo preliminar de tráfego, em comparação a maio de 2007 no mesmo período deste ano a principal transportadora do Grupo ACE Aviation Holding Inc. aumentou em 5.4% seu faturamento por milhas voadas (RPMs). A capacidade incrementou em 4.7%, resultando em um recorde de 84.3% na taxa de ocupação; comparado com os 83.8% de maio de 2007 o percentual representa um incremento de 0.5%.

Também de acordo com o cálculo preliminar de tráfego, em relação ao mesmo mês de 2007, em maio de 2008 a Jazz, de quem a Air Canada compra a capacidade regional, reduziu 5.4% seus resultados por milhas voadas (RPMs). A capacidade decresceu em 2.6%, resultando em um load factor de 72.4%, que comparados com os 74.5% de maio de 2007 mostram uma redução de 2.1%.

“Com um recorde de load factor de 83.2% para o mês de maio, a Air Canada novamente superou os resultados previstos sobre uma base combinada com a Jazz”, disse Montie Brewer, presidente e CEO da Air Canada.

“O tráfego continuou a acelerar o crescimento da capacidade, refletindo nosso crescimento sustentado nos mercados doméstico no Canadá e internacional. Estes resultados demonstram como a Air Canada está atraindo novos consumidores com uma frota jovem e mais econômica, a liderança na indústria de serviço de bordo e os inovadores produtos de tarifas”.

“Estou especialmente orgulhoso de nossos funcionários, que excederam no desempenho e na pontualidade prevista para o mês. Á medida que nos dirigimos para o pico da temporada de viagens de verão, eles trabalharam duro para ganhar a fidelidade dos nossos clientes”, concluiu Montie.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade