Air France, KLM e Alitalia anunciam tarifas combináveis

124

Assim, tem-se a garantia para o cliente da melhor oferta em termos de preços, frequências, opções de horários e destinos do Brasil para a Europa, Oriente Médio, África e Ásia, graças aos eficientes centros de conexão da Air France, em Paris, da KLM, em Amsterdã, e da Alitalia, em Roma. Esta ação é feita de acordo com leis e regulamentos que regem o transporte aéreo mundial.

As tarifas públicas da Air France, da KLM e da Alitalia, ou seja, aquelas disponíveis nos sistemas de reservas, passam a ser, na prática, combináveis. Isso significa que o passageiro pode utilizar uma das companhias na viagem de ida e a outra na viagem de volta, somando as meias-tarifas de cada companhia para a composição da tarifa final, com a garantia do melhor preço. Veja alguns exemplos:

São Paulo – Londres – São Paulo: a partir de USD 703
Trecho de ida com Air France: São Paulo – Londres (via Paris)
Retorno com Alitalia: Londres – São Paulo (via Roma)
Preço para viagem de ida em maio e volta em junho de 2009

São Paulo – Frankfurt – São Paulo: a partir de USD 703
Trecho de ida com KLM: São Paulo – Frankfurt (via Amsterdã)
Trecho de volta com Alitalia: Frankfurt – São Paulo (via Roma)
Preço para viagem de ida em maio e volta em junho de 2009

São Paulo – Istambul – São Paulo: a partir de USD 842
Trecho de ida com Alitalia: São Paulo – Istambul (via Roma)
Trecho de retorno com KLM: Istambul – São Paulo (via Amsterdã)
Preço para viagem de ida em maio e volta em junho de 2009

São Paulo – Varsóvia – São Paulo: a partir de USD 926
Trecho de ida com Alitalia: São Paulo – Varsóvia (via Milão)
Trecho de retorno com Air France: Varsóvia – São Paulo (via Paris)
Preço para viagem de ida em maio e volta em junho de 2009

Air France, KLM e Alitalia implementam esta medida como mais uma facilidade que oferecem a seus clientes. As vantagens para os passageiros são inúmeras e incluem mais rotas e horários para escolher, inclusive em conexões, e mais acesso a melhores tarifas ao combinar duas companhias aéreas em um voo de ida e de volta.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP