Air Luxor pode párar de voar

180

A companhia pode ser proibida de voar, se até ao final da próxima semana os novos donos não provarem que a empresa é controlada por capitais da União Europeia. Trata-se de uma exigência comunitária que pode levar a Air Luxor a perder as licenças de operação.

O que a entidade reguladora quer saber é, basicamente, se o grupo luso-canadense, Longstock Financial Group, que adquiriu a empresa no mês de Julho é controlado majoritariamente por capitais da União Europeia. O motivo é que a lei comunitária exige que que seja desta forma. Portanto, se a Air Luxor não conseguir prová-lo, poderá ser obrigada a fechar as portas.

Mas os problemas para a Air Luxor não acabam por aqui, uma vez que existe uma outra hipótese que pode levar a companhia a perder a licença de operação.

Há ainda a questão de dois aviões embargados em Paris. A informação já foi confirmada pela Air Luxor, que justificou o arresto devido a dívidas antigas à empresa australiana, detentora dos dois aviões. No entanto, a informação oficial ainda não chegou ao INAC (órgão similar a ANAC em Portugal). Logo que as autoridades francesas o façam, a entidade reguladora de aviação será obrigada suspender o Certificado de Operador Aéreo à Air Luxor, o que deixa a companhia sem poder voar.

FONTE: SIC On Line Editado por Aviação Brasil – Redação – São Paulo/SP

Publicidade