Airbus amplia a Certificação Ambiental ISO 14001 para EUA e China

235

Nos Estados Unidos, as localidades que possuem a certificação ISO 14001 são: a sede da Airbus Américas em Herndon e o Centro de Peças Sobressalentes em Ashburn (Virgínia); o Centro de Treinamento em Miami (Flórida) e dois Centros de Engenharia em Wichita (Kansas) e Mobile (Alabama). Enquanto isso, em Pequim, na China, a Airbus China e suas subsidiárias também receberam a certificação. Essas subsidiárias incluem o Centro de Treinamento em Aviação Hua-Ou, o Centro de Apoio à Aviação Hua-Ou e o Centro de Engenharia da Airbus (Pequim).

Antes de receber as certificações, em dezembro de 2008, a Airbus Américas e com o Campus de Pequim da Airbus China passaram por auditorias de qualificação, na qual um auditor independente identificou vários pontos fortes nos programas de eco-eficiência. Entre eles, estão o forte comprometimento e apoio por parte da direção executiva, construções ecologicamente corretas e o estabelecimento de comunicação com os acionistas em relação ao meio-ambiente.

Em janeiro de 2007, a Airbus tornou-se a primeira empresa aeroespacial do mundo a receber a certificação ambiental ISO 14001, no segmento “abordagem de ciclo de vida completo”. Inicialmente, a certificação foi focada nas 16 fábricas, incluindo a sede da Airbus em Toulouse. Além disso, desde o início de 2008, o programa foi ampliado para obter certificação para as subsidiárias da Airbus nos Estados Unidos e do Campus de Pequim da Airbus China. Em 2009, o próximo passo nas certificações ambientais das instalações da Airbus China envolverá a recém inaugurada Linha de Montagem Final da aeronave A320 em Tianjin, na China.

“A ampliação da certificação ISO 14001 para a Airbus Américas e o Campus de Pequim da Airbus China é um importante passo para a implementação global do Sistema de Gestão Ambiental da Airbus (EMS – Environmental Management System),” afirmou Christian Dumas, Vice-Presidente de Desenvolvimento Ambiental e Eco-Eficiência da Airbus. “A Airbus, como empresa 100% subsidiária da EADS, compartilha a mesma política ambiental, que considera a eco-eficiência como a maior meta do plano estratégico Vision 2020 da EADS. O objetivo é aumentar os benefícios dos produtos e serviços de aviação para consumidores e outros públicos estratégicos, ao mesmo tempo em que diminuímos o impacto ambiental que a operação e fabricação desses produtos gera durante seu ciclo de vida”, acrescentou.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade