Airbus lança o A350 oficialmente

110

Após a aprovação por parte de seus acionistas, EADS e BAE Systems, a Airbus lançou formalmente o novo avião de passageiros de longo alcance A350, para o qual já recebeu 140 compromissos firmes de compra de 9 clientes de renome.

“O A350 segue a história de sucesso de modelos anteriores da Airbus de uma forma notável, ao continuar a estabelecer altos padrões em termos de projeto e inovações para beneficiar os passageiros e os operadores. Este novo avião aumenta a família Airbus e permite responder a todas as necessidades do mercado de longas distâncias, o A380 voando de grandes centros para grandes centros, o A340 para viagens de ultra longas distâncias e o A330, e agora o A350, para etapas médias a longas, todos oferecendo eficiência operacional e conforto inigualáveis para os passageiros”, declarou Gustav Humbert presidente e principal executivo da Airbus, enfatizando a importância do lançamento industrial do A350.

O A350 vai ser produzido e montado nas mesmas instalações que os A330 e A340, contando, entretanto, com sócios de risco adicionais e associados na China, Rússia e outros países do mundo. O mercado para aviões nesta categoria é estimado em 3.300 unidades nos próximos 20 anos, incluindo cargueiros, e a Airbus espera conquistar a metade desse total.

A Família A350 deverá entrar em operação em 2010 e vai incluir inicialmente dois membros. O A350-800 transportará 253 passageiros em configuração com três classes a uma distância de 16.300 km. Seu irmão maior, o A350-900, vai levar 300 passageiros numa configuração com três classes a uma distância de 13.900 km. Estes novos aviões compartilham as inovações tecnológicas do A380, além de outras tecnologias avançadas, beneficiando-se da padronização total da família Airbus. O A350 inicialmente vai ser dotado de turbinas General Eletric GEnx 1A de nova geração. Mas foi também assinado um acordo com a Rolls-Royce para fornecer uma nova versão da turbina Trent (conhecida como Trent 1711) para o A350.

O A350 totalmente novo terá asas feitas em materiais compostos e a fuselagem fabricada em liga de alumínio-lítio, dando ao avião 60% de materiais avançados. Com novo trem de pouso, 90% dos componentes novos, cabine de passageiros mais larga e com novo projeto para oferecer mais conforto, o A350 será um avião novo. O A350 oferecerá economia e eficiência no consumo de combustível inigualáveis. Com mais 30 lugares, ele oferecerá capacidade de 12 a 14% maior e terá custos por assento 8% mais baixos, com um alcance 555 km mais longo que o competidor mais próximo. De maneira geral, o A350 é maior, voa mais longe e é mais barato para operar que o concorrente, e vai fortalecer ainda mais a posição da Airbus no mercado mundial.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade