Airbus ultrapassa a marca de 5000 aviões vendidos

184

A Airbus ultrapassou em agosto último a marca dos 5.000 aviões vendidos. O fato ocorreu pouco mais de 30 anos após a primeira encomenda recebida pela Airbus da Air France para um A300B2, o primeiro avião comercial feito pelo fabricante europeu.
Desde que o primeiro avião da Airbus entrou em operação, em 1974 com a Air France, as vendas se mantiveram em ascensão. Em 1989, depois dos 15 primeiros anos de operação, a Airbus havia vendido 1.000 aviões. Em menos da metade daquele prazo, ou seja, sete anos depois, em 1996, as venda atingiram a 2000 unidades. Em 1998, as vendas da Airbus alcançaram a 3.000 aviões, de novo cortando o tempo necessário para vender mais 1.000 aeronaves para menos da metade. E em 2000, um total de 4.000 aviões já havia sido vendidos.
A quantidade de clientes da Airbus subiu em 2004 para 192 e o número de operadores de seus aviões atingiu a 225. Este total passou de 126 operadores em 1994 e 42 em 1984.
Apesar da frota Airbus ter acumulado cerca de 72 milhões de horas de vôo nos últimos 30 anos, e um avião Airbus decolar ou pousar a cada 4 segundos, ela é a mais jovem e mais moderna em serviço. Cerca de 70% da frota Airbus em vôo tem menos de 10 anos. Aproximadamente 25% tem entre 10 e 20 anos de idade e somente 5% tem mais de 20 anos.
Nos últimos 30 anos, a Airbus projetou e produziu 12 tipos diferentes de aviões para atender às várias necessidades da indústria, e que estão presentes em todas as partes do mundo. Em 1974, a Airbus entregou seu primeiro avião, um A300, seguido pelo A310 em 1983 e do A320 em 1988. As primeiras entregas dos A340-300 e A330-300 ocorreram em 1993, e do A321 em 1994. Mais tarde, vieram o A319 em 1996, o A330-200 em 1998 e o A340-600 em 2002. Mais recentemente, em 2003, a Airbus entregou seu menor avião até hoje, o A318, e também o A340-500, que é o avião de maior alcance existente. A última adição, o A380, o maior avião comercial já produzido, deverá entrar em serviço em 2006.
A linha de produtos Airbus serve todo o tipo de operações, das empresas de baixos custos até o topo do mercado, do longo alcance ao cargueiro, atendendo as necessidades de todos os tipos de clientes.
Da lista de encomendas totais da Airbus, com mais de 5.000 unidades, 27% foram vendidas na Europa, 43% na América do Norte, 18% no Extremo Oriente, 6% no Oriente Médio, 4% na América Latina e 2% na África.
O sucesso da Airbus baseou-se no desenvolvimento de muitas inovações que se tornaram padrão na indústria. Ela emprega projetos avançados e as últimas inovações técnicas, quando apropriadas e benéficas para os operadores. Isto inclui o desenvolvimento dos birreatores de fuselagem larga e os controles de vôo eletrônicos, que trouxeram uma padronização operacional sem igual. Os aviões da Airbus além de oferecerem menores custos, oferecem maior desempenho e conforto.

FONTE: Aviação Brasil / Airbus – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade