Alcoa pesquisa tecnologias de ponta para o jato chinês C919, em conjunto com a COMAC

158

“Estamos trabalhando em conjunto com a COMAC para desenvolver uma solução sob medida e que atenda ao objetivo da companhia de criar uma aeronave comercial globalmente competitiva, econômica e de excelente desempenho”, afirma Helmut Wieser, vice-presidente executivo da Alcoa e presidente mundial da Divisão de Produtos Laminados e Asia da companhia.

“O C919 será a maior aeronave comercial fabricada na China. Pretendemos produzir uma estrutura eficiente e de ótimo desempenho para competir mundialmente no setor aéreo. Portanto, é imprescindível avaliarmos alternativas de projetos e colaborarmos com os líderes em inovação tecnológica de materiais, como a Alcoa”, disse Wu Guanghui, projetista-chefe do programa C919 e vice-presidente da COMAC.

Um protótipo do C919 – que será produzido em Xangai, mas receberá peças e componentes de outras regiões do mundo – foi apresentado na Exposição e Congresso Aeroespacial Asiático Internacional, em Hong Kong, no mês passado. Há grande interesse do mercado por essa aeronave, pois as projeções chinesas apontam, em longo prazo, aumento da demanda do tráfego global de passageiros. O C919 deve realizar seu primeiro voo em 2014 e começar a operar em 2016.

A Alcoa tem 15 escritórios e fábricas na China, localizados em Pequim, Xangai, Qinhuangdao, Kunshan, Suzhou, Guangzhou e Hong Kong. As ligas e materiais avançados da Alcoa foram utilizados no primeiro jato regional produzido na China, o ARJ21-700.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP