Azul Linhas Aéreas Brasileiras apresenta sua identidade corporativa

178

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras apresentou hoje (28/05) sua imagem corporativa. O trabalho foi desenvolvido ao cabo de três meses e contou com a participação direta do Chairman David Neeleman e de Trey Urbahn, vice-presidente de marketing da empresa. A criação é de Gianfranco Beting, diretor de marketing da Azul.

A marca da empresa é a representação do mapa brasileiro, revisitado através de uma livre interpretação dos Estados que compõem a República, mostrados de forma estilizada. No conjunto, mostram a imagem de um Brasil moderno, unido, exuberante, através da aplicação de uma cor-símbolo para cada um dos 26 Estados da União. Este mapa “pixelizado” é a peça central da imagem corporativa.

“O mapa é a representação clara, expressa, de nosso orgulho em servir o Brasil”, afirmou David Neeleman. “Ele sinaliza claramente nossa intenção em não apenas servir, como integrar todo o País.”

Como não poderia deixar de ser, as cores predominantes são distintos tons de azul, empregados através da ampla gama de utilizações da marca. Das aeronaves aos uniformes, de materiais impressos ao website, o azul de nossos céus é presença dominante, em contraponto à exuberância do mapa colorido.

“Queríamos uma imagem alegre, distinta, contemporânea, mas, sobretudo, eminentemente brasileira. Acredito que alcançamos nosso objetivo. A logomarca escolhida homenageia nosso país e nosso povo, sem, contudo, ter uma conotação ufanista. É o Brasil do amanhã, um Brasil moderno, que ajudaremos a construir e unir através de nosso trabalho”, resumiu David Neeleman.

Gianfranco Beting comentou alguns aspectos da nova logomarca: “O uso intensivo da cor, aliado a traços modernos, aponta para nossa visão deste País no futuro: moderno, vibrante, inserido num contexto global, mas sem perder sua exuberância e alegria, traços marcantes de nossa nação. A logotipia emprega uma clássica família tipográfica, a Helvética. Sempre atual, ela transmite segurança, solidez e seriedade, fundamentais numa empresa aérea como a nossa, focada primordialmente na segurança e na qualidade operacional.”

Esse orgulho ganha destaque na aplicação da nova imagem nas aeronaves. Gianfranco Beting explica as definições básicas: “Em primeiro lugar, ficou acertado o emprego da cor azul num tom mais escuro na parte inferior da fuselagem, que valoriza a esguia silhueta do Embraer 195. A parte superior na cor branca foi uma imposição de David, preocupado em facilitar a manutenção, diminuir a temperatura interna da aeronave e passar uma imagem de pureza, limpeza. O destaque do mapa na cauda valoriza a logomarca, ponto focal da imagem corporativa.”

Como toque final, as aeronaves ganharão faixas auxiliares em cores distintas, aplicadas na deriva, naceles dos motores, winglets e na fuselagem, de maneira a criar um diferencial para cada aeronave. Um aspecto que mostra que até mesmo pequenos detalhes foram pensados e discutidos exaustivamente, como explica Beting: “David e Trey foram fundamentais na definição das diretrizes básicas. O processo de criação e aprovação levou ao redor de oito semanas para ser concluído. Foram cinco rodadas distintas na criação da imagem e sua aplicação nas aeronaves, com opiniões vindas de todos os principais executivos da empresa. Mais de 80 layouts diferentes foram examinados. O processo foi facilitado por um fator: David tinha certeza absoluta do que queria. Portanto, havia sempre um parâmetro claro para julgar as diferentes opções apresentadas.”

Esse processo correu em paralelo com a escolha de nomes, mas Beting explica que a logomarca agradou de imediato. “O mapa do Brasil foi uma das primeiras propostas apresentadas e foi aprovado quase instantaneamente. Depois, uma vez escolhido o nome Azul, ele foi retrabalhado para se adequar à cor predominante.”

O primeiro emprego prático da nova identidade está no website da empresa – www.voeazul.com.br – entrou no ar simultaneamente com a entrevista coletiva de apresentação da nova imagem. Nos próximos meses, o trabalho de normatização de uso e aplicação da imagem será concluído, a tempo de ser empregado em uniformes, impressos e nas aeronaves, que começam a ser entregues em dezembro próximo. A previsão de início de operações está prevista para o começo de 2009.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade