Azul é a primeira empresa aérea em 26 anos a se tornar membro do CNPAA antes de voar

168

A votação aconteceu na 50ª Sessão Plenária do CNPAA, ocorrida nos dias 6 e 7 de novembro, na sede do CENIPA (Centro Nacional de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos), em Brasília, e foi presidida pelo Brigadeiro do Ar, Jorge Kérsul Filho.

A empresa, que começa a operar em dezembro, foi convidada a apresentar os valores e mínimos de gestão, apresentados pela Gerência de Segurança Operacional (Safety), bem como a operacionalidade de programas como Aviation Quality Database (AQD), Flight Operations Quality Assurance (FOQA) e Sistema de Resposta em Crises e Emergências, já estabelecidos antes mesmo do início dos vôos regulares.

Todas as empresas interessadas em fazer parte deste grupo precisam solicitar formalmente o ingresso e, ao ser convocada, apresentar as razões do pedido, histórico e características da corporação.

O Comitê Nacional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CNPAA) foi instituído por decreto presidencial em 1982 e é a instância máxima de discussão de temas relativos à segurança operacional no Brasil. Reúne entidades nacionais, direta ou indiretamente envolvidas com a atividade aérea, desde as autoridades aeronáuticas e companhias aéreas, passando por entidades de classe, administração aeroportuária e indústria aeronáutica. O objetivo é discutir em nível nacional problemas e soluções relacionados à prevenção de acidentes aeronáuticos.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade