Baggagge Report da Sita destaca nível de saturação de capacidade de áreas que manuseiam bagagem

318

A Sita, fornecedora de tecnologia da informação que rastreia a bagagem de passageiros ao redor do mundo para a indústria de transporte aéreo, divulgou seu IV Baggagge Report anual, que demonstra como o uso de tecnologias pode contribuir para o melhor gerenciamento de bagagem em um aeroporto de muito movimento.

Francesco Violante, CEO da Sita, disse na apresentação do Report: “Mais uma vez, houve aumento na quantidade de malas extraviadas em viagens aéreas ano passado. Novas iniciativas como o Programa Iata de Melhoria no Controle de Bagagem trazem esperança para a situação. É importante que continuemos indo na direção de um sistema de gerenciamento de bagagem completamente integrado e global, que possa rastrear a bagagem de passageiros ao longo de toda a viagem, desde o check in até seu destino final. O sistema RFID (Radio Frequency Identification) também tem um papel importante e pode economizar US$700 milhões, se for completamente implementado na indústria.

Giovanni Bisignani, diretor geral e CEO da Iata, disse: “Nós restituímos a bagagem corretamente em 98% do tempo. Mas com um volume total de mais de 2,2 bilhões de malas no sistema, os 2% que são extraviados representam um grande problema que precisa ser reparado. A Iata desenvolveu um kit de ferramentas com 40 soluções desenhadas para endereçar as principais causas de extravio de bagagem. E, porque todos os aeroportos têm particularidades, o Grupo de Bagagem da Iata visitará aeroportos-alvo disseminando as melhores práticas combinadas com as necessidades locais.

De acordo com o Report da Sita, publicado na exposição Terminal de Passageiros em Amsterdã, a indústria de transporte aéreo perdeu cerca de US$3,8 bilhões em 2007 devido à crescente pressão no gerenciamento de bagagem ligada aos volumes dos passageiros, prazos apertados de conexão e aumento das medidas de segurança.

O sistema da Sita completamente integrado para rastrear bagagens de passageiros perdidas ou extraviadas, usado por 400 companhias aéreas e empresas de manutenção em solo, o World Tracer, mostra que 42,4 milhões de malas foram extraviadas ou entregues com atraso em 2007. A indústria de transporte aéreo verifica cerca de 2,25 bilhões de malas todos os anos.

Em 2007, a principal causa de atraso na entrega de bagagem foi manuseio errado – 49%, mas esse número vem caindo desde 2005, quando era 61%. Esta vem sendo seguida por erro no ticket/troca da mala do passageiro/segurança, entre outros – 14%; falha de carregamento – 16%; restrição de espaço-peso – 5%; erro na carga – 5%; erro de etiqueta – 3%; e manuseio errado na estação de chegada – 8%.

A Sita facilita a comunicação entre empresas aéreas, o manuseio local das bagagens e o sistema de reconciliação, garantindo que as malas cheguem a seu destino. Seu sistema de mensagens de bagagem – BagMessage – possibilitou a troca de 750 milhões de mensagens entre o sistema de controle de embarque das empresas aéreas e o sistema automático de bagagem, em 2007.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade