Boeing 747 Dreamlifter ganha certificação da Federal Aviation Administration

214

O Boeing Dreamlifter, modelo 747-400 adaptado para o transporte de grandes peças indivisíveis para a montagem do novo Boeing 787 Dreamliner, foi certificada no último sábado, dois de junho, pela Federal Aviation Administration (FAA), órgão responsável pela regulamentação do espaço aéreo americano bem como o policiamento de seus fornecedores.

A certificação comprova que o Dreamlifter foi aprovado em todos os rígidos testes exigidos pela FAA. Este certificado isenta o Dreamlifter da aprovação de qualquer outra agência reguladora.

“Esta certificação reflete não só a segurança e confiabilidade do Dreamlifter mas também seu notável desempenho”, disse Scott Strode, vice-presidente de produção do 787 Dreamliner.

Como parte do cronograma de vôos-testes, um oficial da FAA esteve a bordo do Dreamlifter durante as entregas das maiores composições da montagem final do Dreamliner. As peças, vindas de parceiros espalhados em todo o mundo, foram entregues à linha de montagem da Boeing, em Everett. Os vôos permitiram a FAA validar todos os processos e ferramentas envolvidas em seu processo. O Dreamlifter não tem permissão para transportar nenhum outro passageiro além da tripulação e pessoal envolvidos em sua operação. O Dreamlifter completou 437 horas de vôo-teste e 639 horas de testes em solo desde seu primeiro vôo, em nove de setembro de 2006.

Com a certificação obtida, a operação do Dreamlifter será em breve atribuída à Evergreen International Airlines (EIA), de McMinnville, no estado americano do Oregon. A EIA deve primeiro preencher o formulário chamado ‘Processo de Documentação de Novo Avião’ e, assim, estará pronta para operar a aeronave. A Boeing espera que a transição para a EIA aconteça ainda em junho.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade