Boeing alcança terceiro recorde consecutivo de vendas

160

A Boeing Company atingiu a marca recorde de 1.413 aeronaves comerciais encomendadas em 2007, alcançando mais de 1.000 encomendas pelo terceiro ano consecutivo, estabelecendo outro recorde para a Boeing, o de encomendas totais num único ano.

A Boeing ainda atingiu o recorde de novas encomendas para o 787 Dreamliner, para o 737 e para seus cargueiros.

O total de pedidos de 2007 ultrapassa o recorde anterior da Boeing, quando a empresa recebeu 1.044 encomendas, em 2006, e ultrapassa também a marca de 1.002 pedidos, de 2005. O número bruto de pedidos de 2007 exclui os cancelamentos e as conversões – caso contrário, o número total seria de 1.423. Os recordes brutos anteriores da Boeing eram de 1.050 encomendas, em 2006, e 1.029 pedidos, em 2005. Agora, o número de pedidos a serem entregues pela Boeing ultrapassa a marca de 3.400 aviões.

“Foi um ano forte para a aviação comercial e nós somos gratos pela confiança que nossos clientes depositam em nossa equipe, produtos e serviços”, disse Scott Carson, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “Apreciamos muito o significado que temos para os planos de crescimento e sucesso de nossos clientes. Estamos focados em cumprir nossos compromissos.”

“Com transparência, tivemos que compartilhar nossos desafios no ultimo ano, mas ainda assim, nossos clientes entenderam nossas questões e a aceitação de nossos produtos pelo mercado tem sido notória”, agradece Carson. “Com uma base equilibrada de clientes – de todas as regiões do mundo, de diversas linhas aéreas, com diferentes modelos de negócios – e com encomendas maciças de nossa linha de produtos, nos resta agora executar esta grande lista de pedidos”, explica.

No total, 80 clientes diferentes encomendaram aviões da Boeing em 2007, incluindo linhas aéreas de passageiros, empresas de carga aérea, companhias de leasing e clientes não-identificados.

“2007 nos mostrou que a demanda por aviões comerciais continua forte e contínua. E nós o respondemos à altura: com uma forte produção em nossas linhas de montagem – desde o Next-Generation, passando pelos 747-8, 767, 777 e pela nossa mais nova família, 787 Dreamliner”, aponta Carson. “Estamos mais prontos que nunca para oferecer mais aviões com novas tecnologias para nossos clientes: as aeronaves estão mais silenciosas, mais eficientes, com significativa redução na emissão de dióxido de carbono e no impacto sobre as comunidades locais”

O Programa 787 alcançou a marca recorde de 369 pedidos neste ano. O Dreamliner é o programa de aviação comercial com o aparelho que mais rápido na história atingiu a marca de 817 unidades vendidas desde o seu lançamento, em 2004. Os contratos firmados até o final de 2007 incluem a 787ª unidade (vendida à British Airways) e o 800º pedido do Dreamliner (vindo da Vietnam Airlines e da Vietnam Aircraft Leasing).

O Programa 737 teve em 2007 o seu melhor ano de vendas, alcançando a marca de 846 aviões, seu terceiro recorde consecutivo. O recorde anterior para vendas durante o período de um ano do 737 era de 729 vendas, em 2006, e 569 pedidos, em 2005.

Os cargueiros da Boeing também desfrutaram de seu terceiro ano consecutivo, com 83 pedidos em 2007, comparado com os 81 pedidos de cargueiros em 2006 e as 74 encomendas de 2005.

As vendas de aviões comerciais de dois corredores continuam forte, neste ano, as vendas dos programas 767 e 777 juntas ultrapassaram a marca de 1.000 encomendas. Os pedidos de 777 marcaram o Segundo melhor ano da história do programa, com 141 pedidos neste ano. O Programa 747 finalizou o ano com 21 pedidos e o 767, com 36.

A Boeing atualizou as informações sobre suas vendas em seu site de Compras & Entrags, no http://active.boeing.com/commercial/orders/index.cfm.

As 200 encomendas agendadas desde 18 de dezembro de 2007, penúltima atualização, incluem: Boeing Business Jet (um 737 e um 787), British Airways (24 unidades do 787), Dubai Aerospace Enterprise (70 novos 737, cinco Cargueiros 747-8F, 10 jatos 777 e 15 unidades do 787), GOL Linhas Aéreas (40 novos 737), Jeju Air (five 737s), VALC (eight 787s), Vietnam Airlines (quatro 787s) e Clientes Não-Identificados (17 unidades de 737).

Entre os marcos de 2007 para a Boeing Commercial Airplanes, podemos destacar:

· A entrega das partes principais do primeiro Dreamliner pelo Dreamlifter; o segundo Dreamlifter teve seu primeiro vôo e entrou em serviço; a montagem final do 787 teve seu início; o Programa 787 celebrou o rollout de seu primeiro avião e ultrapassou as marcas de 500, 600, 700 e 800 pedidos, desde o seu lançamento.

· O Programa 747 ultrapassou a marca de 1.500 pedidos; o 747-8 Intercontinental teve sua configuração finalizada; o 747-8 Cargueiro já teve 25% do seu design apresentado; a primeira entrega da nova produção do 747 Cargueiro, será entregue à uma transportadora russa.

· O Programa 767 alcançou a marca de 1.000 pedidos com o a compra de 27 unidades do 767-300 Cargueiro pela UPS, que, tão logo sejam entregues, dobrarão a frota de cargueiros 767 da UPS.

· A Boeing aderiu a parcerias ambientais com a Virgin Atlantic e GE Aviation e com a Air New Zealand e Rolls-Royce pelos vôos demonstrativos com biocombustível.

· O Programa 737 comemorou a marca de 7.000 pedidos; a entrega do primeiro 737-700ER ao seu primeiro comprador, a ANA; e a entrega do primeiro 737-900ER ao seu primeiro comprador, a Lion Air.

· A Boeing Business Jets (BBJ) registrou um novo recorde este ano, com 25 pedidos, incluindo oito jatos VIP de cabine larga.

· A Boeing Integrated Material Management estabeleceu um novo centro de serviços em Cingapura; a Alteon abriu um novo centro de treinamento em Xangai.

· A taxa da Boeing de resposta às solicitações de urgência das linhas aéreas, em seu Centro de Operações, atingiu a marca de 95.5%.

· Rolls Royce e General Electric juntaram-se ao programa 787 GoldCare, como parte de sua rede de fornecedores.

· A Boeing adiquiriu a C-Map, uma subsidiária própria que se reporta à Jeppesen, braço da Boeing Commercial Airplanes especializado em navegação aeronáutica.

· O Boeing Fabrication Composites Manufacturing Center apresentou o primeiro estabilizador vertical do 787; a Boeing Portland recebeu o certificado ISO14001.

· Teve início a construção da maior montagem para o primeiro P-8A Poseidon.

· O 777 tornou-se o bimotor campeão de vendas na categoria de dois corredores, ultrapassando a marca de 1.000 pedidos (com a encomenda da TAM); e teve 90% de seu design apresentado para a sua versão cargueiro, com produção definida para o início de 2008; o primeiro 777 foi entregue às linhas aéreas, incluindo Air India, Jet Airways e Qatar Airways.

· A entrega do 3.000º avião de cabine larga construído em Everett; a fábrica de Everett celebrou o 40º aniversário; o centro de visitantes de Everett recebeu seu visitante de número 1.000.000.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP