Boeing e Air Canada anunciam 23 unidades adicionais do 787 Dreamliners

295

A Boeing confirmou hoje o pedido da Air Canada, anunciado pela companhia aérea na última terça-feira, de 23 unidades do Boeing 787 Dreamliner. Com esta encomenda, a aérea totaliza um pedido de 37 aeronaves. A Air Canada já possui mais Dreamliners em sua frota do que qualquer outra companhia aérea no Hemisfério Oeste.

Os 23 novos 787s estão avaliados em aproximadamente US$ 3,5 bilhões, em preços atuais. Com esta compra, a Boeing atinge a marca de 567 pedidos firmes de 44 clientes. Como parte do acordo de hoje, Boeing e Air Canada admitiram cancelar o pedido de dois 777s cargueiros.

“A Air Canada será uma das empresas aéreas preparadas para oferecer aos seus passageiros o que há de mais moderno na experiência de vôo. Isto será possível graças ao 787, o avião que trará alta umidade na cabine, maiores janelas, baixa altitude e mais espaço dentro da cabine’, disse Ray Conner, vice- presidente de vendas da Boeing Commercial Airplanes.

A Air Canada foi a 25º companhia aérea a escolher o 787 Dreamliner, quando, em 25 de abril de 2005, realizou o pedido de 14 aeronaves ultra-eficientes 787s.

O Boeing 787 Dreamliner está sendo desenvolvido com base em pesquisas realizadas entre companhias aéreas, passageiros e investidores, sempre com o objetivo de preservar o meio ambiente. Graças a sua avançada tecnologia, o 787 utilizará 20% menos combustível que os similares e dotará às companhias aéreas com 45% mais capacidade de carga. Aos passageiros, trará inovações como o novo interior com ambiente mais úmido, assentos e corredores mais largos e as maiores janelas, entre outras conveniências.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP