Boeing e SAS Technical Services assinam acordo

186

A Boeing e SAS Technical Services (STS) assinaram um acordo para Gerenciamento de Materiais Intergrados – Integrated Materials Management – IMM (em inglês), que reduzirá significativamente custos operacionais e melhorará o serviço para as companhias aéreas, clientes também da STS. A Boeing vai gerenciar a parte de inventário de peças sobressalentes da STS com o objetivo de expandir o atual volume. Os benefícios desse acordo incluem a melhora na disponibilidade de peças sobressalentes e o aumento de nível do serviço para o mecânico, além de otimizar os benefícios financeiros da STS como uma única unidade de gerenciamento de negócios. Sob este programa, a Boeing será responsável também por todas as faturas das negociações, que terão preços competitivos por meio do volume de peças comprados pela própria companhia.

“Como um centro de manutenção, reparo e revisão/ inspeção, a SAS Technical Services, sabe o quão importante é a redução de custos para manutenção e reparos de aeronaves” comenta Mark Owen, vice presidente da Boeing Commercial Aviation Services Material Management. “O acordo de Gerenciamento de Materias Intergrados ajuda a SAS Technical Services a dividir custos e a entregar os aviões de volta aos seus clientes num prazo reduzido.”

A STS é um dos vários clientes que está sendo integrado aos produtos e serviços Boeing com o objetivo de crescer e reduzir custos operacionais. Por meio do IMM, a Boeing ficará responsável por compra, gerenciamento de inventário e logística da SAS.

Como o uso do programa IMM, a Boeing e outros fornecedores possuirão as peças das aeronaves, que serão armazenadas nos centros de manutenção da STS localizados em Estocolmo, Oslo e Copenhagen. Os clientes das linhas aéreas pagarão pelas peças apenas quando eles forem retiradas. Dessa forma, o inventário da STS será reduzido significantemente.

“A parte vital de qualquer negócio é ter o material disponível no momento necessário. Como as frotas de companhias aéreas mudam, isso acaba sendo um desafio para o responsável por este trabalho na hora de ajustar seus estoques e evitar desperdícios ou acúmulos de peças,” diz Gustav Johansson, diretor da divisão de gerenciamento de matérias da STS. “A STS observa uma grande vantagem neste acordo, que é aumentar gradual no número de peças e, conseqüentemente, a maior quantidade de peças disponíveis para uma rápida reposição.”

O IMM posiciona suas atividades baseado no existente programa de gerenciamento de materiais que a Boeing tem com várias companhias aéreas, incluindo: AirTran Airways, ANA (All Nippon Airways), Delta Airlines, Japan Airlines, KLM Royal Dutch Airlines, Nippon Cargo Airlines (NCA), Japan Transocean Air, Singapore Airlines, SIAEC e Thai Airways. Este programa expande os serviços da cadeia de suprimentos da Boeing para proporcionar valor agregado as companhias aéreas e seus parceiros.

O Grupo The Boeing Company é o líder global no segmento aeroespacial, proporcionando produtos e serviços para clientes em 145 países. A Boeing Commercial Aviation Services, uma unidade da Boeing Commercial Airplanes, proporciona produtos, serviços e soluções integradas para melhorar a utilização de frotas, reduzir custos, acessar informação e garantir o bem estar de passageiros.

SAS Technical Services AB é a provedora líder de manutenção técnica de aeronaves. A companhia tem aproximadamente 2.400 funcionários e um fluxo em torno de 550 milhões de Euro. Entre outras particularidades, os serviços e produtos oferecidos incluem linha de manutenção, manutenção de Airframe, serviços de engenharia e manutenção de treinamento. O escritório central está localizado em Estocolmo, no aeroporto de Arlanda, com bases de produção em Estocombo, Copenhagem, Oslo, Tallinn, Bergen e Gothenburg. A SAS Technical Services AB é uma subsidiária da SAS AB e membro da SAS Aviation Services do Grupo SAS.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade