Boeing e UPS finalizam pedido de 27 cargueiros 767

137

A Boeing confirmou o pedido da UPS, maior empresa de entregas do mundo, por 27 cargueiros 767-300. Com a entrega desses aviões, a UPS praticamente dobrará sua frota de cargueiros 767.

Além disso, esse pedido eleva o total de aviões 767 comprados até hoje para 1.005, dos quais 77 são cargueiros. Com mais de mil pedidos, o 767 junta-se ao grupo de elite de aviões que inclui os modelos 707, 727, 737, 747, 757 e MD-80.

As entregas dos 27 novos cargueiros começam em 2009 e vão até 2012.

Esse é o terceiro pedido da UPS por cargueiros 767, sendo o primeiro em 1993, no lançamento do modelo, para 30 aviões e o segundo em 2000, para dois aviões. A UPS começou a operar o cargueiro 767 em 1995. Em 2005, a UPS também comprou oito cargueiros 747-400, cujo primeiro será entregue na metade deste ano. Além disso, a UPS é um cliente do cargueiro convertido 747-400 BCF (Boeing Converted Freighter).

A frota de cargueiros 767 da UPS é equipada com motores General Electric CF6-80C2 turbofans.

“A UPS continua a ser um provedor de serviços inovador, assim como um importante cliente para a Boeing”, disse Ray Conner, vice-presidente de vendas da Boeing Commercial Airplanes. “O cargueiro 767 é um avião que tem servido bem à UPS e esse novo pedido é um grande voto de confiança na capacidade do avião”.

“O cargueiro Boeing 767-300ER já é parte da nossa frota atual e sabemos, por experiência, que é uma ótima aeronave”, disse o vice-presidente de Linha Aérea e Operações Internacionais da UPS, Bob Lekites. “Também é bom para as necessidades de nossa frota porque nos dá maior flexibilidade, rapidez em trânsito e um desempenho saudável de custo. Somado a isso, nós já temos pilotos treinados, suporte terrestre e sistemas de manutenção que farão dessa uma integração suave”.

No mais recente relatório “World Air Cargo Forecast”, lançado em setembro de 2006, a Boeing prevê que o crescimento do mercado de carga aérea seja de 6,1% por ano, durante os próximos 20 anos, com rotas relacionadas à Ásia liderando o crescimento. Os mercados internos asiáticos irão expandir 8,6% ao ano, o intercâmbio de carga entre Ásia e América do Norte irá crescer 7,2% e o entre Europa e Ásia, 6,9%.

O cargueiro 767, baseado no popular jato de dois motores para passageiros 767-300ER (extended range), consegue transportar mais de 454 metros cúbicos de volume de carga e carrega aproximadamente 55 toneladas de payload por mais de 6.000 quilômetros. No deck principal do avião cabem 24 pallets e no inferior, sete.

A UPS também é um dos maiores operadores do cargueiro MD-11, com uma extensa frota de aviões Boeing que inclui 727-100, 747-100/-200, 757-200 e DC-8-71/-73.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade