Boeing entrega o 737 de número 5000 para a Southwest Airlines

343

A Boeing e a Southwest Airlines celebraram no último dia 13 a fabricação da unidade de número 5000 do modelo 737. Milhares de funcionários e convidados especiais da Boeing participaram do evento histórico de entrega na fábrica de Renton, no estado americano de Washington. O Guinness World Records reconheceu o 737 como o jato comercial de grande porte mais fabricado na história da aviação.

“O 737 é ícone de eficiência nas viagens aéreas e um dos maiores sucessos da aviação”, declarou Alan Mulally, Presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “Estamos entusiasmados com a compra deste avião histórico pela maior operadora mundial de jatos 737, a Southwest. A nossa parceria com a companhia e com centenas de outros clientes resultou em contínuos aprimoramentos no 737 e em sua capacidade de ajudar o sucesso dos nossos clientes”.

O jato de número 5000, um 737-700 pintado com as cores da Southwest Airlines, é o 447º jato 737 a ser incorporado à frota da companhia. A Southwest ajudou a lançar três modelos de aeronaves da Boeing – o 737-300, o 737-500 e o 737-700.

“A Southwest Airlines é cliente da Boeing há aproximadamente 35 anos, tendo atingido a compra do 737 de número 445 no final de 2005”, declarou a CFO da Southwest Airlines, Laura Wright. “Receberemos mais 33 jatos 737 da Boeing em 2006 para suportar o nosso crescimento em todo o continente americano.”

Com mais de 4.100 aviões em serviço, o 737 representa mais de um quarto da frota total mundial de jatos comerciais grandes voando na atualidade. Mais de 541 companhias operam jatos 737 em mais de 1200 cidades e 190 países. Há aproximadamente 1250 aeronaves 737 no ar neste momento, e uma unidade decola a cada 4,6 segundos.

O Boeing 737 é o avião comercial mais vendido de todos os tempos, com pedidos que já ultrapassaram as 6000 unidades. A família 737 inclui os modelos 100 e 200, que entraram em serviço em 1968; os modelos clássicos 300, 400 e 500, que entraram em serviço em 1984; e os mais novos membros, os 737-600, 700, 800 e 900ER Next-Generation, que entraram em serviço em 1998.

Os novos 737s, 10 anos mais novos que os seus concorrentes da série A320, foram desenhados para oferecer maior alcance e carga útil, além de custos operacionais mais baixos que os antigos modelos 737 e os concorrentes. Conhecido por sua confiabilidade e design eficiente, o 737 Next-Generation consome de 3% a 7% menos combustível por assento e oferece custos de manutenção até 22% mais baixos que a concorrência.

Até 31 de janeiro de 2006, 95 clientes haviam feito encomendas para mais de 3000 737s Next-Generation. O programa tem 1154 unidades a serem entregues e o backlog de pedidos está avaliado em mais de US$ 73 bilhões, de acordo com a tabela oficial de preços.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade