Boeing entrega o primeiro 737 modificado para pista curta à GOL

256

A Boeing entregou na sexta-feira, para a GOL Linhas Aéreas Inteligentes, linha aérea de baixo custo, o primeiro 737 Next Generation modificado, com capacidade para pousar e decolar em pistas curtas.

O 737-800 é o primeiro deste modelo a ser entregue a GOL, que busca aumentar sua capacidade em rotas domésticas e internacionais. Também é o primeiro de um pedido de 67 aviões 737-800 que a linha aérea tem com a Boeing, a serem entregues até 2012. Atualmente, a GOL opera 50 aviões modelo 737.

“A Boeing trabalhou com a GOL para aperfeiçoar o 737 e adicionar valor às operações da companhia aérea. O desenvolvimento dessas melhorias irá agora beneficiar nossa linha de produtos e, assim, muitas companhias aéreas no mundo”, diz John Wojick, vice-presidente de Vendas da Boeing para América Latina e Caribe.

As adaptações realizadas no 737 permitirão que as linhas aéreas aumentem seu payload em aeroportos com pistas de extensão até 1.524 metros. As alterações do avião incluem um tail skid (patim traseiro) de duas posições que permite uma aproximação com velocidade reduzida, flaps de bordo de ataque selados que aumentam a impulsão durante a decolagem e uma maior deflexão de spoiler no chão que melhora o desempenho de pouso e decolagem.

As alterações para desempenho em pista curta começaram a ser desenvolvidas em 2004, em resposta à necessidade da GOL de operar um avião com maior capacidade no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que com sua pista de 1.323 metros, não comportava um avião maior cheio, que se aproxima em alta velocidade.

“A Boeing nos ajudou a expandir nossa capacidade de transporte na rota mais rentável do Brasil, oferecendo conforto e segurança a nossos clientes”, afirma David Barioni, vice-presidente Técnico da GOL.

O pacote para pista curta é agora uma opção para os modelos 737-600, -700 e -800 e é o padrão para o novo 737-900ER. As adaptações aumentam a capacidade de carga para pouso com até 3.630 kg nos modelos 737-800 e 900 e até 1.815 kg nos 737-600 e 737-700. Além de aumentarem a capacidade de carga na decolagem até 907 kg nos 737-800 e 737-900ER e até 181 kg nos 737-600 e 737-700.

Até o momento, 11 clientes já enviaram pedidos para o modelo adaptado para pistas curtas, com capacidade para mais de 250 passageiros. Além da GOL, Alaska Airlines, Air Europe, Air India, Egyptair, GE Commercial Aviation Services (GECAS), Hapagfly, Japan Airlines, Pegasus Airlines, Sky Airlines e Turkish Airlines são algumas das linhas aéreas que compraram o novo modelo.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade