Boeing entrega primeiro 737-700ER para cliente de lançamento ANA

91

O primeiro avião Boeing Next-Generation 737-700ER (Extended Range) decolou do Centro de Entregas da Boeing em Seattle na semana passada, com destino ao Japão para a operação da ANA (All Nippon Airways). A ANA lançou o programa 737-700ER em janeiro de 2006, quando exerceu seus direitos de substituir seus aviões 737-700 por dois 737-700ER.

A ANA planeja começar a operar o avião no dia 25 de março, quando a linha aérea lança seu programa ANA BusinessJet, que irá oferecer a viajantes internacionais de negócios 24 assentos de classe executiva e 24 assentos de classe econômica premium, ambos com uma configuração de quatro assentos em fileira. Com o novo avião, a ANA irá iniciar sua quinta rota internacional do Aeroporto Centrair de Nagoya para Guangzhou, na China, com freqüência diária. O número de rotas para a China da ANA sobe para 20 com essa adição, sendo 147 vôos por semana.

“Essa nova configuração dos 737 mostra a versatilidade da família Next-Generation, e o avião 737-700ER está atraindo interesse significativo de clientes”, disse Scott Carson, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “É particularmente especial que a introdução do novo avião seja por meio da ANA, uma das maiores inovadoras entre as linhas aéreas, sempre oferecendo grande valor a seus clientes”.

“A estréia do novo avião 737-700 faz parte do nosso comprometimento de voar com a frota de aviões mais eficientes, que mais agradem os clientes e que sejam bons para o meio-ambiente”, disse o presidente e CEO da ANA, Mineo Yamamoto. “Com o 737-700ER, podemos oferecer um produto customizado para a comunidade de negócios e, ao mesmo tempo, assegurar os benefícios econômicos que derivam da simplificação de nossa frota de aviões “narrow-body” em uma família de aviões”.

O 737-700ER é inspirado no Boeing Business Jet e foi criado para operações comerciais de longo alcance. A configuração da cabine é flexível, e pode variar de uma classe executiva de 48 assentos até uma configuração mais tradicional de 126 assentos, dependendo das necessidades da linha aérea. O avião derivado de alto desempenho pode voar até 2.145 milhas náuticas a mais do que o atual 737-700. Com até nove tanques de combustível auxiliares e Blended Winglets opcionais, o Next-Generation 737-700ER é capaz de voar 5.510 milhas náuticas.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP