Brasil será o maior mercado de aviões comerciais da América Latina

121

O Brasil será o maior mercado para aviões comerciais da América Latina e Caribe nos próximos 20 anos, segundo Adam Brown vice-presidente da Divisão de Clientes da Airbus. Brown explicou em S.Paulo que a América Latina e o Caribe deverão absorver 1.290 aviões comerciais novos, acima de 120 lugares, até o ano 2022, e o Brasil deverá ficar com cerca de 50% desse total.
O crescimento consistente da economia brasileira será responsável pela grande demanda de aviões comerciais no período, segundo o vice-presidente da Airbus.
A demanda de passageiros de transporte aéreo na América Latina e Caribe (medida em passageiros-quilômetros) deverá crescer naquele período bem mais rápido que o restante do mundo (5,3% contra 4,9% ao ano), e o Brasil poderá contar com taxas de crescimento ainda mais elevadas.
Os 1.290 aviões comerciais que serão necessários para atender à crescente demanda de passageiros de nosso continente deverão ter um valor aproximado de 95 bilhões de dólares. Esse mercado deverá permanecer concentrado, com 50% das aeronaves sendo entregues a empresas aéreas brasileiras, 25% para companhias do México, Argentina, Colômbia e Chile, e os outros 25% para os demais países da região. Em valor, a concentração deverá ser ainda maior, alcançando a 80% para o Brasil, México, Argentina, Colômbia e Chile em conjunto, por serem países que necessitarão de aviões maiores.

FONTE: Aviação Brasil / Multiplan – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade