British Airways encomenda 11 jatos da Embraer

229

O acordo, que promoverá uma modernização significativa da frota regional, inclui ainda opções para outros três jatos Embraer 190SR. O valor do contrato é de US$ 376,5 milhões, a preço de lista, nas condições econômicas de janeiro de 2008, e pode alcançar US$ 489 milhões, se todas as opções forem confirmadas.

O primeiro Embraer 170 para a BA CityFlyer, que será configurado com 76 assentos, tem previsão de entrega para o segundo semestre de 2009. Já o Embraer 190SR, maior, terá capacidade para até 98 passageiros. Ambos estarão configurados em classe única.

“Estamos completamente encantados em receber o pedido desta companhia aérea de classe mundial, renomada internacionalmente. Isto marca uma grande conquista para a Embraer e a família de E-Jets”, disse Mauro Kern, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Aviação Comercial. “É um privilégio ter os nossos E-Jets escolhidos como espinha dorsal da modernização da frota da BA CityFlyer em operações desde o Aeroporto London City, onde a pista muito curta e as restrições de barulho são extremamente exigentes.”

O Embraer 170 obteve o certificado de aproximação íngreme para operar no Aeroporto London City em junho de 2007. Esta aproximação é realizada mediante o uso de um software desenvolvido dentro do sistema fly-by-wire, o que representa melhor qualidade de vôo e controle, além de carga de trabalho reduzida para o piloto, com peso e custos de manutenção menores. O Embraer 190SR está atualmente passando por uma série de testes de avaliação de engenharia com o objetivo de receber o certificado para aproximação íngreme até o final de 2009.

“Estamos muito entusiasmados com a nova frota de aviões eficientes em termos de consumo de combustível, que, além de nos fazer alcançar nossos objetivos ambientais, oferecerá aos passageiros um produto com mais espaço e conforto”, disse Peter Simpson, Diretor-Geral da BA CityFlyer. “Este investimento significativo em novos aviões demonstra o compromisso da British Airways em oferecer aos nossos clientes serviços desde o London City. Ter a combinação do Embraer 170 e do Embraer 190 na mesma frota nos dará grande flexibilidade, possibilitando adequar a capacidade com a demanda em rotas que já existem e na malha futura. A família de E-Jets da Embraer foi selecionada após uma detalhada análise para encontrar a substituição apropriada para a nossa antiga frota regional e que oferecesse grande alcance para destinos já existentes e planejar novos.”

No sentido de dar suporte à nova frota da Embraer durante os próximos dez anos, a British Airways também assinou o programa Pool, da Embraer, que oferece um controle de estoque operacional otimizado, reduzindo o custo do investimento inicial em peças de reposição e infra-estrutura.

Em 30 de setembro de 2008, a Embraer possuía uma carteira de 865 pedidos firmes e 813 opções para a família de E-Jets. Com 500 aeronaves entregues até o momento, a família possui uma base ampla de 52 operadores em 35 países, em cinco continentes. A frota entregue acumula mais de 2,2 milhões de horas de vôo com uma excelente despachabilidade, tendo transportado mais de 100 milhões de passageiros.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP