Caças suecos que concorrem em licitação da FAB têm problemas

158

A força aérea sueca disse na sexta-feira que seus jatos JAS 39 Gripen, que concorrem na licitação de 700 milhões de dólares da Força Aérea Brasileira, tiveram problemas técnicos que levaram a restrições a vôo noturnos ou em dias nublados.

Esses aviões — construídos pelo Gripen International, um consórcio entre a força aérea sueca, o grupo Saab e o britânico BAE Systems — já foram vendidos para África do Sul e Hungria.

“O problema está sendo consertado”, disse o porta-voz do Gripen, Owe Wagermark.

O Brasil escolhe, talvez até o fim do mês, o vencedor de uma licitação que prevê um contrato inicial para 12 caças.

Além do Gripen International e Lockheed Martin, concorrem a Embraer com a francesa Dassault Aviation e os construtores russos dos jatos Sukhoi e MiG.

A licitação brasileira será a maior dos últimos anos na América Latina.

FONTE: Reuters Investor – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS