Companhia áerea de Hong-Kong encomenda o primeiro Boeing Business Jet da China

133

A Boeing Business Jets (BBJ) anunciou hoje a primeira encomenda de uma operadora da República Popular da China. A Boeing não revelou a identidade da operadora a pedido do cliente.

“Nós estamos absolutamente confiantes de que será o primeiro de muitos pedidos para o crescente mercado chinês de aviões executivos”, declarou Steven Hill, Presidente da BBJ. “A encomenda nos aproxima da 100a venda, que esperamos alcançar antes do final do ano.”

Com este pedido, o número total de BBJs vendidos desde o início do programa, em 1996, chega a 98.

Dos 57 clientes que encomendaram estes jatos de grandes cabines, 39% são pessoas físicas, 38% são chefes de Estado, 13% são operadoras de vôos executivos e 10% são companhias de vôos charter. Atualmente há 84 BBJs em serviço ao redor do mundo. Aproximadamente 10% dos BBJ entregues têm por base a região asiática.

“Prevemos um crescimento estável em toda a Ásia nos próximos anos. A cabine espaçosa, o longo alcance e os sistemas sofisticados de comunicação do BBJ o fazem ideal para aquela região”, declarou Hill.

A Boeing estabeleceu recentemente um escritório de serviços da BBJ na região. O field service office está localizado em Kuala Lumpur, Malásia, e oferece suporte técnico para as operadoras de BBJ na Austrália e na Índia. Todos os escritórios da BBJ contam com uma rede de mais de 450 representantes da Boeing e da GE em seis continentes.

O BBJ e o BBJ 2 são derivados de alto desempenho dos populares aviões 737-700 e 737-800 Next-Generation, respectivamente. Oferecendo conforto, espaço e utilidade sem precedentes, a cabine do BBJ oferece 75 metros quadrados de espaço, aproximadamente três vezes o espaço interior dos modelos concorrentes de mesmo alcance. O BBJ 2 oferece 25% mais espaço na cabine e duas vezes mais capacidade de carga que o BBJ.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP