Concorrentes negociam rotas deixadas por Varig

179

As companhias brasileiras TAM , Gol , BRA e Ocean Air começaram a disputar a concessão definitiva das rotas de vôos internacionais no caso de paralisação das atividades da Varig . Na visão das empresas, essa seria a recompensa pela participação no plano de contingência que está sendo elaborado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para atender os passageiros da Varig que ficarem desassistidos. Fontes do setor relatam que também há disputas por linhas internas.

Cerca de 28 mil brasileiros estão no exterior com passagem da Varig marcada para voltar ao Brasil até o dia 30 de junho, informou o diretor-geral da Anac, Milton Zuanazzi. Somente ontem, de acordo com a Anac, 2.963 pessoas deveriam retornar ao País de vários locais no exterior e tiveram seus bilhetes da Varig endossados por outras empresas. Os problemas podem se agravar se a Varig, que já suspendeu 70% de seus vôos internacionais até o fim desta semana, continuar com aviões parados na semana que vem. O último balanço divulgado pela Infraero informou que foram cancelados ontem pela companhia aérea, até as 13 horas, 118 vôos de um total de 189 previstos. Com isso, o percentual de cancelamento até aquele momento foi de 62%. No mercado doméstico, foram cancelados 95 vôos e, no internacional, 23.

A VarigLog apresentou à Justiça do Rio uma proposta de investimento de US$ 500 milhões pela operação integral da Varig. A oferta, porém, só será efetivada caso o TGV não deposite hoje o sinal de US$ 75 milhões, dos US$ 449 milhões do lance feito no leilão.

FONTE: Agência Estado – DCI – São Paulo/SP