Controladora da American Airlines reduz prejuízo cortando custos

320

A controladora da American Airlines, a AMR Corp., anunciou nesta quarta-feira que reduziu seu prejuízo no quarto trimestre em 80% graças a uma campanha intensiva de corte de custos com o objetivo de salvar a maior companhia aérea do mundo da falência.

A AMR teve prejuízo de US$ 111 milhõesno quarto trimestre. No mesmo período do ano anterior, o resultado negativo da companhia aérea havia sido de 529 milhões de dólares. O desempenho da companhia superou as estimativas dos analistas ouvidos pela Reuters Research, uma unidade do Grupo Reuters.

A empresa ressalvou, no entanto, que ainda há muito trabalho pela frente antes de a companhia voltar a obter lucro.

“Fizemos um grande progresso”, disse o presidente-executivo da AMR, Gerard Arpey. “Mas nós sabemos que temos muitos desafios pela frente”.

A receita da companhia no período totalizou US$ 4,39 bilhões, um crescimento de 3,9% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. A empresa acrescentou ter conseguido uma redução de 12% nos custos, desconsiderando os itens extraordinários.

Antes de impostos e desconsiderando esses itens, a AMR teve um prejuízo de US$ 95 milhões.

A companhia encerrou o quarto trimestre com US$ 3,1 bilhões em caixa e referentes a investimentos de curto prazo.

A empresa informou ainda que vai reestruturar seus negócios em Miami para transformar a cidade em sua porta de entrada para a América Latina. A companhia anunciou um acordo de code-sharing com a companhia aérea Mexicana de Aviación, para fortalecer seus negócios na região.

FONTE: Reuters Investor – Fernando Valduga – Porto Alegre/RS

Publicidade