David Neeleman pode ser a opção contra a falta de opção

217

O fundador e Chairman da JetBlue, David Neeleman, vai lançar sua quarta empresa aérea, dedicada a operar vôos domésticos no Brasil. A companhia já deu entrada com a documentação necessária para receber a aprovação governamental. Neeleman, nascido no Brasil, já conta com US$ 150 milhões para investir na nova empresa.

Com sede em São Paulo, a mais nova empresa aérea brasileira pretende iniciar operações no começo de 2009. Até 2013, deverá servir as principais cidades brasileiras, com uma frota de até 76 jatos da EMBRAER.

Neeleman, juntamente com Fred Curado, presidente da EMBRAER, anunciou hoje que a nova empresa fez uma encomenda de aeronaves avaliada em US$ 3 bilhões. Serão 36 EMBRAER 195, mais 20 aeronaves em opção de compra e outras 20 com direito a compra. As encomendas firmes representam um investimento de US$ 1,4 bilhão. O valor total da encomenda pode chegar a US$ 3 bilhões, caso todas as opções sejam confirmadas. Os jatos serão configurados com 118 assentos numa configuração de quatro assentos por fileira, posicionados dois-a-dois – sem a poltrona do meio. Além disso, as aeronaves contarão com mais espaço entre as fileiras do que qualquer competidora no Brasil. Todos os assentos serão revestidos em couro ecológico. A nova empresa será a primeira na América Latina a oferecer TV ao vivo, em monitores individuais, através da instalação de um sistema via satélite da LiveTV.

“Estamos realmente felizes com a perspectiva de ter, em breve, o Embraer 195, um avião fabricado no Brasil, voando no Brasil com uma empresa aérea do Brasil”, afirmou Frederico Fleury Curado, Diretor-Presidente da Embraer. “Esses jatos, que já são operados e consagrados em 18 países, vão oferecer ao passageiro brasileiro um conforto superior, com maior espaço entre as fileiras de assentos, maior largura das poltronas e, muito especialmente, uma configuração onde não há assentos ‘do meio’, sendo todos às janelas ou junto ao corredor.”

O maior e mais novo modelo da família de E-Jets da EMBRAER, o E195 é o mais avançado avião em sua classe. Na configuração escolhida pela nova empresa, será equipado com dois dispositivos HUD – Head Up Displays – que permitirão um significativo aumento na segurança operacional.

Na ocasião do lançamento, Curado afirmou: “Na esteira de nosso sucesso com o EMBRAER 190 na JetBlue, nós estamos muito satisfeitos em termos sido escolhidos novamente pelo David em sua nova empresa aérea brasileira,” disse Curado. “Nós estamos particularmente satisfeitos em termos por cliente um profissional com o histórico de sucesso que David apresenta operando os nossos E-Jets.”

Neeleman mostrou-se igualmente entusiasmado com a aeronave. “O EMBRAER 195 é perfeito para o mercado brasileiro. Com 30% assentos a menos que os jatos da Boeing e Airbus empregados pelos concorrentes, a aeronave da EMBRAER apresenta custos por assento competitivos, mas, sobretudo, custos por viagem substancialmente menores. Pelo fato de que conseguimos obter resultados positivos com menos passageiros, nós poderemos estabelecer serviços lucrativos, sem escalas, entre várias cidades, bem como um número maior de freqüências entre elas.”

O Brasil é a segunda maior economia nas Américas – e décima maior economia no mundo –, mas apenas 5% dos seus habitantes voam com regularidade. As passagens aéreas custam em média 50% a mais do que nos Estados Unidos em distâncias equivalentes. Como conseqüência, há uma tremenda oportunidade para ser explorada, estimulando a demanda reprimida através de passagens mais baratas. “Nossa meta é estimular os 150 milhões de passageiros em potencial que viajam em ônibus interestaduais, assim como aqueles que deixam de voar por não contarem com alternativas convenientes de transporte’, afirmou Neeleman. Quando perguntado sobre uma eventual reação de seus competidores, o executivo comentou: “Nós respeitamos a TAM e a Gol. Elas são empresas bem administradas e capitalizadas. No entanto, acreditamos que há espaço para uma terceira empresa aérea de grande porte no Brasil. Acreditamos que há um potencial de tráfego não servido que permite a exploração do mercado tanto por nossa empresa como pelas concorrentes”.

Ao invés de anunciar o nome da nova empresa, Neeleman apresentou um website: www.voceescolhe.com.br.

O executivo espera engajar o público brasileiro num canal de diálogo, onde os clientes poderão expressar suas opiniões, informar seus desejos e necessidades relativas ao transporte aéreo. De hoje a 14 de abril, haverá um concurso no qual os consumidores poderão criar até cinco nomes para batizar a nova empresa aérea. A primeira pessoa a enviar o nome que eventualmente venha a ser escolhido receberá um passe vitalício para voar na companhia aérea, com direito a acompanhante. Além disso, as primeiras 1.000 pessoas que votarem nesse nome também receberão, como prêmio, uma viagem de ida e volta – igualmente com direito a acompanhante –para qualquer destino operado pela companhia. As regras completas do concurso podem ser vistas no website.

Além desta ação, a nova empresa aérea apresentou-se a mais de 4.500 agentes de viagem em todo o Brasil, enviando um e-mail de saudação. “Nós queríamos que nossos parceiros de distribuição fossem os primeiros a receber notícias de nossa empresa”, afirmou David Neeleman. “Além de convidá-los a participar de nosso concurso, nós queremos iniciar uma sólida relação, baseada em benefícios mútuos entre a companhia aérea e os Agentes de Viagens.”

Com um impecável histórico de sucesso na fundação e desenvolvimento de empresas aéreas, incluindo-se entre elas a JetBlue, Neeleman está particularmente entusiasmado com esta nova companhia. “Este é o lugar certo na hora certa. Como bom brasileiro, estou muito feliz em voltar ao Brasil, lançando uma companhia aérea brasileira operando aeronaves brasileiras”. Levando em conta seu histórico de sucesso, David Neeleman parece mesmo ter encontrado a fórmula certa. Independentemente do nome que venha a ser escolhido, o público brasileiro pode ter certeza que nasce agora uma empresa aérea com baixos custos e alta qualidade, capaz de produzir resultados excepcionais para seus acionistas, colaboradores e, sobretudo, seus clientes.

FONTE: Aviação Brasil – Assessoria de Imprensa – São Paulo/SP

Publicidade